ISEG: Crescimento do PIB no segundo trimestre deve manter-se ao nível do primeiro

Na síntese de conjuntura de junho, o ISEG continua a manter a sua previsão para o crescimento da economia portuguesa para este ano: 1,6% a 2%.

O crescimento do PIB no segundo trimestre deve manter-se ao nível primeiro trimestre, estimam os especialistas do ISEG. A economia portuguesa cresceu 1,8% nos primeiros três meses deste ano.

“Os primeiros dados quantitativos relativos ao 2º trimestre sugerem um crescimento estável do Consumo Privado, um menor crescimento do Investimento e um contributo negativo da Procura Externa Líquida”, começam por destacar os especialistas do ISEG numa nota divulgada esta quarta-feira, 26 de junho.

“Apesar de reduzida, a informação relativa ao 2º trimestre sugere que o crescimento homólogo do PIB neste trimestre possa manter-se ao nível do registado no 1º trimestre”, prevêem.

Na síntese de conjuntura de junho, o ISEG continua a manter a sua previsão para o crescimento da economia portuguesa para este ano. “Atendendo ao crescimento registado no 1º trimestre, e aos desenvolvimentos da economia europeia e nacional, manteve-se a previsão para o crescimento do PIB em 2019 no intervalo [1,6% a 2,0%]”.

O ISEG aponta que o crescimento do PIB em 1,8% no primeiro trimestre “ocorreu num contexto de efeitos temporários instáveis e teve como principal causa direta uma forte aceleração do investimento cujo impacto em termos de crescimento do PIB foi limitado pelo fraco crescimento das Exportações e o forte crescimento das Importações e, em consequência, um forte contributo negativo da Procura Externa Líquida”.

A melhoria dos indicadores na zona euro não teve repercussão em Portugal, destaca o ISEG. “Os indicadores de clima e confiança caracterizaram-se, na generalidade da Área Euro, por uma melhoria em maio, a primeira no corrente ano, mas esse comportamento não se verificou em Portugal”.

Ler mais

Recomendadas

Desemprego aumenta 1,5% em dezembro, diz IEFP

No final do mês de dezembro de 2019, estavam inscritos nos Centros de Emprego 310.482 indivíduos, o que corresponde a uma variação homóloga de -8,4% (28.553 pessoas) e a uma variação mensal de 1,5% (4.521 pessoas).

Saldo conjunto das balanças corrente e de capital cai para 1.209 milhões em novembro

O saldo conjunto das balanças corrente e de capital fixou-se, até novembro, nos 1.209 milhões de euros, menos de metade dos 3.415 milhões de euros obtidos no período homólogo, divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

Fruta Feia já tirou duas mil toneladas do lixo e entregou 1 milhão de euros aos agricultores

Isabel Soares, mentora da cooperativa Fruta Feia explicou que chegar a este número em seis anos de existência do projeto significa que este é “um modelo que funciona e que conseguiu, baseado na responsabilidade do consumidor, salvar duas mil toneladas [de alimentos] do lixo”.
Comentários