IVAucher já permitiu mais de 609 mil reembolsos correspondendo a 5,5 milhões de euros (com áudio)

O programa de incentivo ao consumo nas áreas da restauração, alojamento e cultura permitiu já o reembolso de mais de 5,5 milhões de euros, sendo que o número de adesões continua a aumentar, tanto junto dos contribuintes, como dos estabelecimentos.

IVaucher

O programa IVAucher foi já responsável por mais de 609 mil reembolsos perfazendo um total de mais de 5,5 milhões de euros devolvidos aos contribuintes portugueses, informou esta segunda-feira o Ministério das Finanças.

Estes reembolsos, acrescenta o comunicado do Ministério tutelado por João Leão, correspondem a consumos de mais de 11 milhões de euros nas áreas da restauração, alojamento e cultura, dado o desenho do programa.

O IVAucher permitiu a acumulação do IVA associado a compras nestas áreas entre junho e o final de agosto, podendo agora os contribuintes gastar esse saldo e deduzir até 50% do valor de uma fatura nestes sectores.

Adicionalmente, o “número de adesões tem vindo a aumentar tanto por parte dos contribuintes como dos comerciantes”, acrescenta a comunicação do Ministério, que detalha que há mais de 667 mil consumidores e 7 mil comerciantes registados. Estes últimos representam quase 27.200 terminais de pagamento.

“As operações de reembolso entraram na fase de plena operacionalização, sendo previsível que nesta semana o prazo de dois dias uteis seja cumprido por todas as entidades financeiras”, completa a nota à imprensa.

Recomendadas

Alguns hotéis da Serra da Estrela com lotação esgotada para a passagem de ano

Um dos primeiros hotéis a esgotar foi o H2otel, em Unhais da Serra, Covilhã, que tem 90 quartos e cujo programa especial de fim de ano abrange três noites, com um preço médio de 980 euros.

Covid-19: Irlanda encerra discotecas e anuncia novas restrições para fazer face à variante Ómicrom

O Governo irlandês anunciou esta sexta-feira novas restrições para conter a disseminação da nova variante Ómicron da covid-19, que incluem o encerramento de discotecas ou o distanciamento social em alguns locais.

Portugal pode esperar “política de continuidade” do novo ministro das Finanças da Alemanha, diz analista germânico

O politólogo Benjamin Höhne acredita que as políticas seguidas pelo futuro ministro das Finanças alemão, o liberal Christian Lindner (na foto), favorecerão a “continuidade”, mais do que mudança, em relação aos países do sul da Europa como Portugal.
Comentários