Jack Ma doa máscaras e testes de Covid-19 aos EUA

Esta doação aos EUA chega depois da fundação Jack Ma ter entregue o mesmo material aos países mais atingidos pela crise de Covid-19, nomeadamente Japão, Coreia do Sul, Irão, Itália e Espanha.

O fundador do grupo Alibaba, onde se insere o Ali Express, Jack Ma, anunciou que vai doar 500 mil testes e um milhão de máscaras aos Estados Unidos da América, para que o país consiga combater a pandemia do novo coronavírus Covid-19.

O anúncio foi feito pelo próprio na rede social Twitter, no dia em que o homem mais rico da Ásia ingressou na plataforma de Jack Dorsey. Nas fotografias que acompanham o primeiro tweet de Jack Ma, o fundador já afastado da Alibaba mostra um avião da companhia aérea China Eastern Airlines com diversas caixas, onde Ma garante estarem máscaras de proteção e testes de deteção de Covid-19.

“Tudo de melhor para os nossos amigos na América”, escreve o homem mais rico da Ásia no primeiro dia em que chegou ao Twitter. A publicação somou mais de três mil partilhas e 20 mil gostos na primeira hora de publicação, além de Dorsey lhe ter dado as boas vindas à rede social.

Esta doação aos EUA chega depois da fundação Jack Ma ter entregue o mesmo material aos países mais atingidos pela crise de Covid-19, nomeadamente Japão, Coreia do Sul, Irão, Itália e Espanha. “Retirando da experiência do meu próprio país, velocidade, testes corretos e equipamento de proteção adequado aos profissionais médicos são as formas mais eficientes de prevenir a propagação do vírus”, lê-se em outro tweet de Ma.

O fundador do Alibaba já tinha anunciado previamente a doação de 14,5 milhões de dólares (13 milhões de euros), através da sua fundação, para apoiar os esforços que os médicos estão a realizar na prevenção do vírus.

Ler mais
Recomendadas

De Amorim a Varandas: como o Sporting CP quebrou um jejum de 19 anos. Veja o “Jogo Económico”

Acompanhe o programa “Jogo Económico” na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Metro do Mondego vai abrir concurso público para aquisição de veículos para o Sistema de Mobilidade do Mondego

O investimento envolvido chega aos 58,6 milhões de euros e procura fornecer uma solução intermodal que se coadune com as necessidades de transporte urbano e suburbano daquela região.

Glintt vê resultado líquido crescer 25,8% com aumento de 5,1% no volume de negócios no 1º trimestre

A tecnológica destaca o aumento da eficiência operacional traduzido numa maior margem EBITDA no primeiro trimestre deste ano, bem como a manutenção da estrutura de capitais que permite uma autonomia financeira de 39,1%.
Comentários