“Jesus? No Brasil é difícil aceitar o sucesso de um brasileiro, quanto mais de um português”

Bruno Andrade, jornalista brasileiro do Goal.com, analisou no Jogo Económico o impacto de Jorge Jesus e revelou uma conversa que teve com Luisão sobre a forma como é encarado o sucesso do Brasil.

Na última edição do programa ‘Jogo Económico’, que esta semana analisou os cinco meses de Jorge Jesus à frente do Flamengo, o jornalista brasileiro Bruno Andrade reconheceu que os media brasileiros erraram com o treinador português numa primeira análise e que “a imagem que trouxe no começo deste percurso, já foi quebrada”.

Este jornalista da Goal.com, que já acompanha Jorge Jesus desde o primeiro ano como treinador do SL Benfica, justifica esta mudança na análise com o futebol praticado, os resultados conquistados e a reputação internacional que o Flamengo “voltou a ter” com a chegada do técnico, sobretudo em Portugal.

Quando questionado sobre a principal barreira que Jesus teve de enfrentar, Bruno Andrade recorda uma frase de Luisão sobre a forma como é encarado o sucesso no Brasil: “O brasileiro não está preparado para o sucesso dos seus compatriotas, quanto mais de um português”.

Relacionadas

Jorge Jesus está a mudar o futebol brasileiro? Assista ao ‘Jogo Económico’

Cinco meses depois do treinador português ter chegado ao Rio de Janeiro, o Flamengo lidera destacado o Brasileirão e está na final da Taça Libertadores, a Liga dos Campeões da América do Sul. Esta edição conta a presença dos jornalistas brasileiros Bruno Andrade e Cahe Mota.
Recomendadas

Bernardo Silva suspenso por um jogo e obrigado a pagar multa

No ‘tweet’ pelo qual foi punido, o português convidava os seus seguidores a descobrirem as “diferenças” entre a foto de infância de Benjamin Mendy e o logótipo clássico da marca de chocolate “Conguitos”. O jogador francês riu-se da publicação de Bernardo Silva, mas a liga inglesa não achou piada.

Nike anuncia fim da parceria com a Amazon

A estratégia da gigante americana toma agora uma nova face, impulsionada pela mudança de direção, depois da contratação do ex-diretor executivo do EBAY. A Nike tem investido bastante no mercado online, e através da internet viram as suas receitas triplicarem desde 2013.

Muçulmana de 13 anos impedida de jogar basquetebol no Algarve por recusar mostrar os braços

Fátima Habib, de Tavira, é a melhor jogadora da sua equipa e em três épocas nunca tinha sido impedida de participar por usar acessórios que tapem o seu corpo. Para acautelar estes casos, a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) passou a permitir a partir de 2017 que as atletas usem acessórios que tapem a cabeça, braços e pernas, regras que se aplicam a Portugal.
Comentários