PremiumJoe Berardo chama Faria de Oliveira e Paulo Macedo como testemunhas

Novos nomes de testemunhas contra Caixa Geral de Depósitos, BCP e Novo Banco, que estão em tribunal a tentar recuperar quase mil milhões, juntam-se ao de Vítor Constâncio.

O empresário e colecionador de arte Joe Berardo vai chamar Paulo Macedo e Faria de Oliveira como testemunhas no processo judicial em que são reclamados quase mil milhões de euros de dívidas por parte da CGD, BCP e Novo Banco, revelou ao Jornal Económico fonte próxima ao processo. Aos nomes destas testemunhas contra os bancos junta-se o do ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, que será também chamado como testemunha, “mesmo que hostil”.

Segundo a mesma fonte, o atual líder da Caixa será chamado na qualidade de antigo vice-presidente do BCP que participou na reestruturação dos créditos de Berardo, em 2008. Data em que também o então presidente do banco público, Faria de Oliveira, deu ‘luz verde’ à reestruturação de créditos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Mais de 10 mil pessoas protegidas pelo seguro Covid-19 da Tranquilidade/Generali

O produto destina-se a empresas que pretendem proteger os trabalhadores, sobretudo as que continuam em atividade nos seus edifícios e o risco de infeção é superior. Lançado há 10 dias, foi desenvolvido em parceria com a AdvanceCare e garante um subsídio diário de 100 euros por cada dia de hospitalização por esta doença.

Chineses desistem de comprar o BNI Europa

O contexto de incerteza na economia global causada pela pandemia da Covid-19 levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. Negócio estava alinhavado desde dezembro de 2017.

Empresas vão receber 150 milhões de euros do Novo Banco nos próximos dias ao abrigo da linha capitalizar Covid-19

O banco liderado por António Ramalho referiu, em comunicado, que os primeiros 150 milhões de euros que serão concedidos às empresas que são clientes da instituição financeira já têm os respectivos processos “em fase final de assinatura digital”.
Comentários