Jovens ‘cientistas’ de secundária de Aveiro vencem ouro em Macau

Competição com mais de três décadas leva à China jovens cientistas de todo o mundo.

Na 34.ª edição do China Adolescents Science and Techonolgy Innovation Contest (CASTIC), a medalha de ouro na categoria de projetos internacionais foi arrebatada por um trio de jovens portuguesas: Inês Lourenço, Jéssica Valente e Maria João Marcelino.

A competição decorreu este ano em Macau e envolveu 588 jovens de 56 países. As jovens ‘cientistas’ portuguesas levaram ao concurso as preocupações ambientais da sua cidade: “Mercúrio na ria de Aveiro: quais os impactos e possíveis soluções?”.

O projeto de investigação foi desenvolvido na Escola Secundária Homem Cristo, em Aveiro, e também já estivera em evidência na 13.ª Mostra Nacional de Ciência, em maio deste ano, uma iniciativa promovida pela Fundação da Juventude portuguesa.

O CASTIC junta a ciência e a tecnologia à inovação para estimular a aprendizagem junto dos mais novos através de programas educacionais e de atividades focados na ciência. A aposta da competição passa por promover intercâmbios de jovens cientistas, tanto chineses para outros países, como de outras nacionalidades a visitar a China para partilhar experiências.

A China Adolescents Science and Techonolgy Innovation Contest realiza-se há mais de 30 anos, sob a égide da Associação Chinesa de Ciência e Tecnologia e o Ministério da Educação chinês. O CASTIC dirige-se a jovens entre os 12 e os 20 anos e tem reforçado a cooperação e a colaboração com instituições congéneres em todos os continentes. Na edição deste ano, entre as centenas presentes, destaque para Research Council of Norway, Youth Science Canada, Sciences à l’École (França), Jugend Forscht of Germany, Step into Future of Russia Korea Science Service e Ciencia Joven (México).

Durante o concurso, teve lugar um fórum internacional de educação de ciência, uma exposição de pintura de ficção científica, um dia aberto ao público, uma oficina de professores de ciência e tecnologia, bem como eventos de intercâmbio de ciência e tecnologia.

Ler mais
Recomendadas

Ano letivo 2020/21. Aulas do curso de Direito da Católica em Lisboa vão ser mistas

A decisão está tomada para o próximo semestre que arranca em setembro. As aulas da licenciatura de Direito vão ser presenciais e à distância, devido à pandemia da Covid-19.

ISCTE vai formar executivos em Guangdong e consolida presença na China

Acordo com Kingold Training College eleva patamar da presença do ISCTE Executive Education no país asiático, que à área da gestão da saúde junta agora a formação de executivos pura.

Manuel Heitor sobre ano letivo 2020/21: “Todos os cursos serão lecionados nas condições e termos para que foram acreditados”

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior disse esta quarta-feira, no Parlamento, que a mobilidade estudantil vive dias difíceis, adiantando que, no casos do programa Erasmus, as regras continuam a ser as mesmas.
Comentários