JPMorgan Chase prepara-se para competir no mercado digital do Reino Unido

Gigante de Wall Street deverá entrar no mercado britânico com uma marca puramente digital.

REUTERS/Eric Thayer

A JPMorgan Chase prepara-se para lançar já em 2021 o seu banco digital no Reino Unido, reporta a Sky News. A medida visa aproveitar a transição cada vez mais rápida de milhões de clientes para o digital, acelerada pelo contexto de pandemia.

Vários especialistas consultados pela Sky apontam para a estreia do gigante financeiro no mercado britânico sob a alçada da Chase com parcerias a montante com a Amazon Web Services e a 10x Future Technologies para tratarem das estruturas de cloud e interface bancário.

As fontes contactadas pelo jornal britânico apontam ainda o início de 2021 como a data prevista para o anúncio público do projeto.

Recomendadas

Bancos australianos dizem que têm muito dinheiro

“Há toda essa liquidez a fluir e eu não tenho muita utilização produtiva para ela, porque as pessoas não a querem”, afirma Shayne Elliott, CEO do ANZ Bank.

Fidelidade mantém cobertura dos custos de internamento na segunda vaga de Covid-19

A Fidelidade mantém assim a cobertura dos custos nesta segunda vaga de Covid-19. “Após as notícias que têm sido difundidas nos últimos dias, o grupo segurador líder em Portugal vem desta forma reafirmar o compromisso com os seus clientes de assumir a cobertura integral dos custos de internamento em caso de infeção por Covid-19”, diz a seguradora.

BdP conclui reforma legislativa que lhe dá poder para inibir provisoriamente votos de um acionista qualificado

É a verdadeira reforma da lei bancária o anteprojecto que o Banco de Portugal leva a consulta pública. Num trabalho coordenado por Máximo dos Santos, o supervisor propõe proibir que bancos realizem operações com entidades em países não cooperantes; obriga à transparência das estruturas de participação dos grupos; obriga à garantia que as filiais ou sucursais sejam autossuficientes em liquidez; e dá poder de inibição provisória de voto e determinação de venda de participações qualificadas.
Comentários