JPP critica Governo Regional por inexistência de plano de ordenamento da orla costeira

O JPP pede uma maior atenção por parte do Governo presidido por Miguel Albuquerque para os processos de reflorestação e para os processos de adaptação e prevenção para as perdas de água, nas redes hídricas, sobre a tutela da ARM.

O Juntos pelo Povo (JPP) criticou o Governo da Madeira por ainda não ter apresentado um Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POC), durante uma conferência para alunos da Escola Ângelo Augusto e Silva.

No que se refere aos POC, Rafael Nunes disse que “quando se sabe que as alterações climáticas estão a aumentar e que estão a provocar o aumento, por exemplo, do nível das águas do mar e estão a provocar fenómenos de intensidade extrema, programas como os POC já deveriam ter sido implementados há muitos anos – estão em atraso há mais de 40 anos e é inadmissível que continue a existir esta negligência por parte do Governo Regional”.

O JPP pede uma maior atenção por parte do Governo presidido por Miguel Albuquerque para os processos de reflorestação e para os processos de adaptação e prevenção para as perdas de água, nas redes hídricas, sobre a tutela da Água e Resíduos da Madeira (ARM).

Rafael Nunes salientou a importância desta ação na Escola Ângelo Augusto da Silva e caraterizou-a como “uma oportunidade única para promover uma troca de conhecimentos com os alunos, permitindo também promover alguma cidadania ativa e participativa, incutindo algum gosto político, particularmente na área ambiental”.

Recomendadas

Exportações e importações sofrem forte abrandamento na Madeira

Em outubro as exportações subiram 26,8%, na Madeira, em contraste com os 32,8% do mês anterior. As importações cresceram 18,2%, uma taxa inferior aos 25,1% em comparação com o mês anterior.

Média de espetadores no Teatro Baltazar Dias chega aos 61%

O teatro municipal subiu a média de espectadores de 51% para os 61%, para os 46 mil espectadores, disse Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal do Funchal, durante a apresentação da revista CULTA.

Já viu uma tabela periódica humana? A Escola Jaime Moniz vai criar uma

A iniciativa insere-se na comemoração do ano internacional da tabela periódica decretado pela assembleia geral das Nações Unidas.
Comentários