Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de caução de Luís Filipe Vieira (com áudio)

O juiz Carlos Alexandre acabou por reverter a primeira decisão e dar ‘luz verde’ à proposta de Luís Filipe Vieira, o principal visado da Operação Cartão Vermelho.

Lusa

Depois de uma recusa inicial, o juiz Carlos Alexandre aceitou a proposta de caução de Luís Filipe Vieira, que compreende como garantias dois imóveis da sociedade Royal Brick, detida praticamente na totalidade (98%) pelos seus filhos, avança esta quinta-feira a “TVI”.

O ex-presidente do Sport Lisboa e Benfica e da SAD das ‘águias’ apresentou como sugestão de pagamento da caução ações do clube, mas o Ministério Público considera que não têm o valor atual de mercado, pois está inflacionado pela intenção de compra por parte do empresário norte-americano John Textor, que pretende 25% da sociedade.

Ainda assim, o juiz Carlos Alexandre acabou por reverter a primeira decisão e dar ‘luz verde’ à proposta de Luís Filipe Vieira, o principal visado da Operação Cartão Vermelho, conforme destaca o canal de Queluz de Baixo.

As casas estão avaliadas em 1,28 milhões de euros. Os restantes 200 mil euros foram pagos em depósito bancário.

Recomendadas

Ricardo Baptista Leite: “Um concelho sem segurança e sem saúde não consegue prosperar”

As propostas a nível da saúde e segurança são os pilares da candidatura de Ricardo Baptista Leite à Câmara de Sintra. O médico e representante da coligação “Curar Sintra”, sob liderança do PSD, pretende reforçar o policiamento e a videovigilância no concelho, ao mesmo tempo que promete um médico assistente às mais de 100 mil famílias que não têm acesso a um. “Não é possível criar e fomentar um sentimento de bem-estar sem resolvermos estes problemas”.

Líder do CDS acusa Costa de “deslealdade perante os eleitores”

Em declarações aos jornalistas em Nelas (distrito de Viseu) à margem de uma iniciativa da campanha autárquica, Francisco Rodrigues dos Santos afirmou que “há uma questão ética e moral que deve haver na política, que é em altura de eleições alguém que ocupa a função de primeiro-ministro não deve exacerbar as suas funções e confundi-las com as de secretário-geral do PS”.

Funchal: Coligação Confiança garante construção de 202 novas habitações sociais

O cabeça de lista da Coligação Confiança referiu que gostaria que o Funchal também tivesse acesso às verbas do Plano de Recuperação e Resiliência, destinadas à construção de habitação social.
Comentários