Júlio Magalhães contratado pela CNN Portugal (com áudio)

O jornalista vai regressar à estação de Queluz de Baixo 10 anos depois de ter saído.

Júlio Magalhães é a contratação mais recente da CNN Portugal, anunciou hoje o canal informativo do grupo Media Capital.

“Júlio Magalhães vai estar na CNN Portugal. O jornalista traz o seu carisma e empatia com o público para o novo e mais ambicioso projeto de informação do país”, anunciou hoje a empresa dona da TVI.

O jornalista iniciou a sua carreira no Comércio do Porto e na Rádio Nova. Entrou na RTP em 1990 onde apresentou o Jornal da Tarde, tendo mais tarde integrado os quadros da TVI onde foi editor e pivot. Em 2009 passou a ser o diretor de informação da TVI, cargo que manteve até 2011. Um ano mais tarde, foi contratado para ser o diretor-geral do Porto Canal, canal que deixou em janeiro de 2021, tendo depois integrado a Rádio Observador.

Esta contratação soma-se à de Judite de Sousa, que também regressa à Media Capital, e à de Vítor Costa, que sai da Lusa para ser o editor de Economia da TVI/CNN Portugal. Ao longo da sua carreira, o jornalista integrou as direções do Diário Económico, do Público ou da Lusa.

O canal informativo arranca a 22 de novembro.

A CNN Portugal vai ser liderada por Nuno Santos que vai contar com Pedro Santos Guerreiro (ex-diretor do Expresso e do Negócios) e Frederico Roque de Pinho na direção executiva.

Já a direção de informação da TVI vai continua a ser liderada por Anselmo Crespo (ex-diretor da TSF). Por sua vez, Pedro Mourinho e Joaquim Sousa Martins, ambos subdiretores de informação da TVI, assumem funções transversais em ambos os canais. Lurdes Baeta e Pedro Benevides mantêm os seus cargos de direção na TVI.

Vítor Costa deixa Lusa para ser o novo editor de economia da TVI/CNN Portugal

Recomendadas

5G: Nowo já pediu estabelecimento de acordos de ‘roaming’

De acordo com o regulamento, os operadores vão ter de chegar a acordo entre eles e têm 45 dias para o fazer, caso tal não aconteça podem recorrer à Anacom para arbitrar o processo.

Grupo FNAC investe 300 mil euros e abre primeira loja de bem-estar e sustentabilidade em Portugal

A insígnia abrange aromaterapia, chás e infusões, entre outros. “Pretende inspirar a fazer essa mudança. Traz consigo o propósito de criar um mundo melhor, apelando a um modo de vida mais consciente, mais próximo da natureza, com foco no bem-estar e no respeito pelo planeta”, garante ao JE o diretor geral, Nuno Luz.

CEO da Apple assinou “acordo secreto” de 275 mil milhões de dólares com oficiais chineses para continuar a operar no país

Em 2016, os executivos da Apple ficaram alarmados com as ameaças do governo chinês contra recursos como Apple Pay, iCloud e App Store, o que levou Cook a realizar uma série de reuniões secretas com autoridades de Pequim.
Comentários