Lebron James quis ceder ’23’ a novo craque dos LA Lakers. Nike recusou

Quando tudo parecia bem encaminhado para uma mudança de camisolas, a obstrução veio de onde menos se esperava

A Nike, marca fornecedora de equipamentos às equipas da NBA, recusou a pretensão de Lebron James que, numa ação já considerada de enorme altruísmo, pretendia ceder o número ’23’ ao novo craque dos LA Lakers, Anthony Davis. A ‘estrela’ contratada recentemente aos New Orleans Pelicans iria assim manter o número que o celebrizou ao serviço dos Pelicans e James apostaria num regresso às origens e voltaria a envergar o ‘6’ que o celebrizou nos Miami Heat.

Quando tudo parecia bem encaminhado para uma mudança de camisolas, a obstrução veio de onde menos se esperava, conta este domingo o jornal desportivo ‘A Bola’. A Nike recusou a troca e justificou essa decisão pelo que facto de já terem sido produzidas milhares de camisolas ’23’ com o nome de LeBron James para a próxima temporada e que, caso existisse essa mudança, a marca iria ter um prejuízo assinalável: ninguém quereria usar uma camisola com o número do seu ídolo errado, justificou a marca.

Assim, vai manter-se tudo na mesma e LeBron James vai continuar a vestir a camisola ’23’ dos LA Lakers, uma escolha que o chamado ‘King James’ fez em homenagem ao seu ídolo, Michael Jordan.

Recomendadas

Mourinho explica porque viveu em hotel em Manchester: “Não queria lavar a roupa e não sei engomar”

“Tinha que lavar a roupa, e eu não quero. Não sei engomar. Tinha de cozinhar e depois as minhas refeições seriam sempre ovos mexidos com bacon porque é a única coisa que sei fazer”, disse o treinador português antes do embate entre o Tottenham e o seu antigo clube, o Manchester United.

Marcelo Rebelo de Sousa diz que é lógico condecorar Jorge Jesus

“Já verifiquei que todos os outros treinadores [José Mourinho e Manuel José] que venceram competições comparáveis àquela que venceu Jorge Jesus, todos foram condecorados, portanto é lógico que Jorge Jesus venha a ser também condecorado”, referiu o Presidente.

Lionel Messi vence a bola de ouro pela sexta vez

Eleito por seis vezes o melhor jogador do mundo, o argentino leva vantagem no confronto direto com o português e capital da seleção nacional, Cristiano Ronaldo.
Comentários