Lebron James quis ceder ’23’ a novo craque dos LA Lakers. Nike recusou

Quando tudo parecia bem encaminhado para uma mudança de camisolas, a obstrução veio de onde menos se esperava

A Nike, marca fornecedora de equipamentos às equipas da NBA, recusou a pretensão de Lebron James que, numa ação já considerada de enorme altruísmo, pretendia ceder o número ’23’ ao novo craque dos LA Lakers, Anthony Davis. A ‘estrela’ contratada recentemente aos New Orleans Pelicans iria assim manter o número que o celebrizou ao serviço dos Pelicans e James apostaria num regresso às origens e voltaria a envergar o ‘6’ que o celebrizou nos Miami Heat.

Quando tudo parecia bem encaminhado para uma mudança de camisolas, a obstrução veio de onde menos se esperava, conta este domingo o jornal desportivo ‘A Bola’. A Nike recusou a troca e justificou essa decisão pelo que facto de já terem sido produzidas milhares de camisolas ’23’ com o nome de LeBron James para a próxima temporada e que, caso existisse essa mudança, a marca iria ter um prejuízo assinalável: ninguém quereria usar uma camisola com o número do seu ídolo errado, justificou a marca.

Assim, vai manter-se tudo na mesma e LeBron James vai continuar a vestir a camisola ’23’ dos LA Lakers, uma escolha que o chamado ‘King James’ fez em homenagem ao seu ídolo, Michael Jordan.

Recomendadas

“É um choque sísmico”. Clubes europeus podem perder quatro mil milhões de euros em receitas

Os clubes europeus podem vir a perder quatro mil milhões de euros em duas temporadas, devido ao impacto da pandemia de covid-19, revela um estudo a Associação Europeia de Clubes (ECA). esta terça-feira.

Nélson Veríssimo assume comando técnico do Benfica até ao fim da temporada

Nélson Veríssimo fica como treinador do Benfica até ao final da temporada, anunciou a SAD em comunicado enviado à CMVM.

Liga francesa aposta na Betclic para relançar futebol gaulês na época 2020/2021

Depois de anunciar os patrocínios da Uber Eats e BtK, a Liga Francesa de Futebol Profissional firma parceria com a Betclic. Chegada da Betclic surge depois do futebol gaulês perder 200 milhões de euros em direitos televisivos, 140 milhões em patrocínios e 60 milhões em vendas a cada jornada, pelo fim precoce das competições.
Comentários