Leite achocolatado, bolachas e cereais para crianças deixam de ter publicidade

A lei da publicidade vai apertar a partir do próximo mês de Outubro. As multas para os que infringirem a lei da publicidade ronda os 1.750 euros e 45 mil euros. Outros produtos que deixarão de ser publicitados a este público são também 90% dos cereais de pequeno almoço e 72% dos iogurtes que estão no mercado.

As bolachas e os leites com chocolate que estão à venda em Portugal vão deixar de ser alvo de campanhas de marketing em locais que sejam frequentados por menores de 16 anos, como escolas, parques infantis, cinema, redes sociais e programas de televisão ou de rádio, avança o jornal ‘Público’, esta quarta-feira, 21 de agosto.

A lei da publicidade, até então a mais permissiva, vai apertar a partir do próximo mês de Outubro. Outros produtos que deixarão de ser publicitados a este público são também 90% dos cereais de pequeno almoço e 72% dos iogurtes que estão no mercado. Já os refrigerantes que contêm edulcorantes vão continuar a ser publicitados.

O despacho publicado avança que a publicidade a estes produtos não pode transmitir a ideia de que os produtos são benéficos para a saúde dos jovens, além de não poderem associar o consumo à “aquisição de estatuto, êxito social, especiais aptidões, popularidade, sucesso e inteligência”.

A legislação foi publicada no ano passado, a 23 de abril, mas faltava este passo para que a lei pudesse ser aplicada a fundo, sete anos após o início das discussões na Assembleia da República. As multas para os que infringirem a lei da publicidade ronda os 1.750 euros e 45 mil euros.

Recomendadas

Tenha atenção aos falsos intermediários de crédito no Facebook, alerta Deco

Se quiser consultar a lista das entidades autorizadas a conceder crédito em Portugal, a atuar como intermediários de crédito ou a prestar serviços de consultoria relativamente a contratos de crédito poderá fazê-lo no sítio do Banco de Portugal, em www.bportugal.pt ou no Portal do Cliente Bancário https://clientebancario.bportugal.pt.

Contribuintes que entregaram IRS até 26 de julho podem ter dispensa de coima

Este entendimento consta de um ofício circulado da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), hoje publicado no Portal das Finanças, dando resposta à situação dos contribuintes que entregaram a declaração anual do IRS naquele prazo.

Cleverti está a recrutar 50 colaboradores para teletrabalho

As posições em aberto estão relacionadas com ‘.NET Core’, ‘DevOps’, ‘Node.js’ e ‘React’. Só nesta última, a tecnológica está a contratar 20 programadores ‘front-end’ com mais de três anos de experiência para um projeto ‘nearshore’ com base no Reino Unido.
Comentários