Lidl vai ter postos de carregamento para veículos elétricos em 100 lojas até 2022

Objetivo é colocar os novos postos em todas as capitais de distrito, bem como em outras cidades, como por exemplo Monção, Barcelos, Vagos, Famalicão, Espinho, Portalegre e Gouveia que até fevereiro de 2022 estarão equipadas com pontos de carregamento elétrico.

De forma a dar continuidade à sua missão de sustentabilidade e promoção da mobilidade de baixo impacto ambiental o Lidl pretende instalar até ao final de fevereiro de 2022 postos de carregamento para veículos elétricos em cerca de lojas com energia 100% verde, proveniente de fontes renováveis.

Em comunicado emitido esta quarta-feira, 2 de junho, a empresa de retalho alimentar indica que esta medida surge depois de numa primeira fase, ter instalado mais de 40 postos de carregamento para veículos elétricos, sendo que a principal novidade é facto dos novos postos ficarem localizados em todas as capitais de distrito do país.

Estes novos postos vão ainda garantir a autonomia de Norte a Sul do País, bem como a ligação a Espanha. Além das capitais de distrito esta segunda fase do projeto vai incluir também outras cidades, como por exemplo Monção, Barcelos, Vagos, Famalicão, Espinho, Portalegre e Gouveia que até fevereiro de 2022 estarão equipadas com pontos de carregamento elétrico.

A estas juntam-se o Porto, Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Maia, Figueira da Foz. No Centro e a Sul do País, o Lidl reforçará a sua presença em Coimbra, Sintra, Loures, Sesimbra, Seixal, Sines, Faro, Tavira e Beja, entre outras cidades.

“Com uma taxa de operação de 0,08€ por minuto, sem qualquer taxa adicional, o Lidl disponibiliza carregadores multi-standard e de carregamento rápido, possibilitando uma recarga de 80% da bateria em apenas 30 minutos, que permitirão um abastecimento durante uma ida regular às compras”, indica o comunicado.

Este projeto do grupo Lidl teve início em junho de 2020, sendo que o Lidl já dispunha desde 2017, de três lojas com este sistema de carregamento elétrico, nomeadamente, Cascais – Abóboda, Loures – Sacavém e Matosinhos – São Mamede de Infesta.

Recomendadas

Rainha de Inglaterra irritada com muitas opiniões e pouca ação contra alterações climáticas

A Rainha de Inglaterra é a última figura da monarquia britânica a abordar o tema, sendo que os príncipes Carlos e William já tinham falado sobre as problemáticas ambientais.

Lisboa inundada ou Porto em chamas. Veja como as alterações climáticas podem alterar a sua rua e cidade

Inundações, incêndios ou poluição do ar, veja como as alterações climáticas podem impactar a sua rua ou cidade.

Já vai poder rastrear equipamentos elétricos e eletrónicos em fim de vida

Hoje é o Dia Internacional dos Resíduos Elétricos. A medida prevê a colocação de dispositivos de localização nalguns equipamentos elétricos e eletrónicos que chegam ao seu fim de vida, sendo esses resíduos reencaminhados para os diversos circuitos que existem atualmente para a sua recolha e monitorizada a sua gestão.
Comentários