Lisboa inundada ou Porto em chamas. Veja como as alterações climáticas podem alterar a sua rua e cidade

Inundações, incêndios ou poluição do ar, veja como as alterações climáticas podem impactar a sua rua ou cidade.

As alterações climáticas estão na ordem do dia. A opinião pública já entendeu a necessidade de governos e empresas tomaren medidas para impedir o agravamento das alterações climáticas.

Para os mais céticos, foi agora desenvolvida uma ferramenta que simula como ficaria a sua rua, local de trabalho ou de férias no caso de cheias, incêndios ou smog (nevoeiro provocado pela poluição).

O site “This climate does not exit” foi desenvolvido pelo Quebec AI Institute (MILA) por uma equipa dirigira pelo investigador Yoshua Bengio.

“Um dos desafios mais importantes foi conseguir que o algoritmo seja capaz de simular inundações numa grande variedade de imagens”, explica ao “El País” Alex Hernandez-Garcia, um dos investigadores principais do projeto.

Em relação às inundações, o site revela que as inundações repentinas matam 5.000 pessoas por ano, que o nível dos mares vai afetar a vida de mil milhões de pessoas até 2050, e que os mares vão subir dois metros até ao final do século.

No caso dos incêndios, o site indica que 40% da Amazónia corre o risco de se tornar numa savana, que os incêndios florestais reclamaram 1,5 vezes a área de França em 2015 e que emitiram 1,8 gigatoneladas de emissões de carbono em 2019 quase tanto como todas as emissões das viagens internacionais.

Já a poluição atmosférica pode ser responsável pela morte prematura de 4,2 milhões de pessoas todos os anos, e responsável por 6% das mortes em todo o mundo; segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 91% da população mundial vive em locais onde a poluição do ar excede os limites de segurança.

Veja como as alterações climáticas podem mudar a sua rua ou cidade

 

 

Recomendadas

Greenpeace pede à UE que proiba voos de curta distância e os substitua por comboios

A organização ambientalista Greenpeace pediu hoje à União Europeia para proibir voos de curta distância no seu território quando seja possível substituí-los por viagens de comboio com menos de seis horas, para reduzir as emissões de CO2.

Menos de 1% dos fundos de investimento estão alinhados com objetivos climáticos

Os 158 fundos representam apenas 0,5% dos 27 biliões de dólares (23,3 biliões de dólares) investidos.

Nações Unidas alertam para aumento da temperatura do Planeta em quase três graus

O Programa Ambiental das Nações Unidas alerta que faltam oito anos para o fim do período estabelecido no Acordo de Paris: 2030. O novo relatório avisa que os países precisam de tomar uma ação urgente para fazer a temperatura e diminuir drasticamente as emissões de gases de efeito estufa.
Comentários