Live Electric Tours abre primeira loja em Lisboa

Precisamente um ano após a entrada em operação, esta startup na área do turismo investe na abertura de uma nova loja, e no aumento de frota para responder ao crescimento da procura.

Precisamente um ano após a entrada em operação, a startup na área do Turismo, Live Electric Tours, vai abrir no próximo dia 31 de julho, a primeira loja em Lisboa, na freguesia de Arroios. Para além do investimento na abertura de uma nova loja, num montante que a empresa de animação turística não quis divulgar, avança ainda com o aumento de frota para responder ao crescimento da procura.

A Live Electric Tours, é uma experiência de self-drive em viaturas 100% elétricas. A sua frota de carros é única no mundo, porque está equipada com free-wifi, Gps audio guide com tours pré-programados e ainda uma câmara live que permite os turistas partilharem toda a experiência em direto com familiares e amigos através das redes sociais.

Fundada em janeiro de 2017, por Djalmo Gomes, Luís Lucas e Agostinho Abreu, esta startup, agora incubada na Startup Lisboa, junta Turismo, com ecologia e tecnologia. Iniciou a sua atividade em agosto de 2017, e foi vencedora em Lisboa do programa de aceleração do Turismo de Portugal, Tourism Explorers. Também ganhou a final regional do Startup Europe Awards na categoria Turismo.

A Live Eletric Tours recebeu, em junho último, um investimento pela sociedade de capital de risco Portugal Ventures, e com base no aumento de capital, explica a empresa, em comunicado, pretende expandir o projeto para outras cidades, assim como potenciar a capacidade operacional da empresa.

Sobre este passo, Djalmo Edgar Gomes, CEO da Live Eletric Tours, frisa que os objetivos iniciais para o projeto estão a ser cumpridos: “a 31 julho de 2017, no dia de lançamento do projeto, prometemos abrir uma loja em Lisboa, e aumentar a nossa frota. Estamos muito satisfeitos por conseguirmos cumprir o percurso que ambicionamos. Tem sido um ano muito feliz, com um reconhecimento enorme pela inovação que representamos no setor do Turismo”. Quanto ao futuro, o responsável deixa a promessa de que irá “continuar a surpreender com novas tecnologias, com o aumento da frota e uma expansão para outras cidades portuguesas”.

Recomendadas

Santander conclui integração dos clientes do antigo Banco Popular

A operação envolveu mais de cem pessoas e permitiu a integração de toda a atividade relacionada com os clientes vindos do extinto Banco Popular.

Moody’s sobe ‘rating’ da Brisa

O novo outlook está relacionado com o rating do país, que se reflete diretamente no desempenho da concessionária em termos de notações.

Empresas não financeiras com crescimento de 11% no volume de negócios

O setor não financeiro nacional apresentou índices de crescimento assinaláveis em quase todos os itens da sua atividade em 2017, revela um estudo da Iberinform. O capital próprio destas organizações cresceu 7,7% (11.996 milhões de euros), para 168.121 milhões de euros.
Comentários