Lola Normajean: nasceu uma nova agência de publicidade com “espírito latino”

A agência de publicidade resulta da união da portuguesa Normajean com a espanhola Lola-MullenLowe. O lema desta ‘joint venture’ é: “Espírito Latino com alcance global”.

“Vamos entrar no mercado português com uma atitude mais emocional, espontânea e com mais garra. A Lola Normajean quer voltar a pôr o mercado criativo português no mapa. Esta aliança nasce do enorme desejo de ambas as agências de ser mais e melhor. Temos “fome” de chegar a novos clientes, de fazer projetos diferentes e ousados, de deixar uma marca no panorama criativo”, afirmou ao Jornal Económico Miguel Simões, CEO da Lola-MullenLowegroup para Western Europe.

Esta ‘joint venture’ trará às empresas que operam apenas em Portugal uma oportunidade para reforçarem a estratégia internacional, usando as equipas da Lola que trabalham em mercados tão variados como Madrid, Barcelona, Hamburgo e Paris. Recorde-se que a agência espanhola já foi eleita como uma das mais criativas do mundo. Trabalha com clientes como a Burger King, Cornetto, Magnum e Pictionary.

A Normajean, por outro lado, já participou em campanhas para a Nespresso, Maxmat ou Purista. “Esta partilha de ideias, convicções e vontade de criar mais e melhor juntou o melhor de dois mundos”, refere Rodrigo Silva Gomes, CEO da Normajean. O objetivo é ser a “agência portuguesa mais premiada internacionalmente, duplicar a faturação e esperar que um terço dos clientes escolha a Lola Normajean para trabalhar em mais do que um país”.

Recomendadas

Eduardo Catroga no Parlamento: “Mito das rendas excessivas do setor elétrico é uma falsa questão”

Está a decorrer a audição do ex-presidente e atual vogal do Conselho Geral e de Supervisão da EDP no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade. Catroga defende que as “alegadas rendas excessivas” não têm “qualquer fundamento técnico ou jurídico”.

Siza Vieira: “É dever do Estado e das políticas públicas apoiarem o crescimento da produtividade do nosso tecido empresarial”

O Millennium bcp assinou esta quarta-feira com a Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), conhecida como banco de fomento, o contrato de empréstimo de 60 milhões de euros referentes à Linha Capitalizar MidCaps, proveniente do Banco Europeu de Investimento (BEI), numa cerimónia no Ministério da Economia, em Lisboa.

Nazaré recebeu turistas de 102 países em 2018, incluindo Tahiti, Zimbabwe e Madagáscar

No ano passado, foram os turistas de Espanha, Brasil e Alemanha que registaram o maior aumento do lado da procura pela Nazaré.
Comentários