Lucro trimestral da Nintendo atinge os 19 milhões de euros

Serkan Toto, fundador da consultora da indústria de videojogos Kantan Games  diz que “os números são ainda mais impressionantes quando considerar-mos que durante todo o trimestre, houve dificuldades em obter a Switch em todos os principais mercados”.

A Nintendo, produtora de videojogos japonesa, anunciou que teve um aumento no seu lucro trimestral de 19 milhões de euros segundo informa a agência “Reuters” esta quinta-feira, 6 de agosto.

Este crescimento é cinco vezes superior ao registado no trimestre anterior e explica-se com a procura crescente pela consola portátil ‘Switch’ e pelo jogo ‘Animal Crossing: New Horizons’ que vendeu 10,6 milhões de unidades no primeiro trimestre.

O lucro operacional de abril a junho foi de 1,4 mil milhões de euros. A Nintendo vendeu 5,7 milhões de unidades da ‘Switch’ no primeiro trimestre, mais 2,6 milhões de unidades da ‘Switch Lite’ portátil, que foi colocada à venda em setembro do ano passado.

Serkan Toto, fundador da consultora da indústria de videojogos Kantan Games  diz que “os números são ainda mais impressionantes quando consideramos que durante todo o trimestre, houve dificuldades em obter a Switch em todos os principais mercados”.

A empresa de jogos sediada em Kyoto, Japão, manteve a sua previsão de vendas de 19 milhões de unidades Switch no ano financeiro atual. A Nintendo vendeu 56% dos seus videojogos pela via digital no primeiro trimestre, em comparação com os 38% no ano anterior, aumentando as margens de lucro.

Recomendadas

BNI Europa agravou prejuízos para 6,6 milhões de euros até junho

O ativo líquido total era em junho passado de 351,5 milhões de euros, neste caso menos 66,5 milhões de euros face a junho de 2019.

Banco de Portugal obriga financeiras em regime de livre prestação de serviços a reporte

Centenas as instituições estão registadas em Portugal como instituições de crédito da União Europeia em regime de livre prestação de serviços e entidades de moeda eletrónica com sede na Europa em regime de livre prestação de serviços, caso dos bancos digitais N26, Openbank ou Revolut.

Transportes Metropolitanos de Lisboa aprovado pelo Conselho Metropolitano

A Área Metropolitana de Lisboa detém a totalidade da empresa, que vai o património da empresa OTLIS – Operadores de Transportes da Região de Lisboa.
Comentários