Macron promete reconstruir Notre Dame em cinco anos “e fazê-la ainda mais bonita”

O incêndio que deflagrou na segunda-feira à tarde na emblemática catedral de Notre-Dame, que se encontrava em obras, demorou cerca de 15 horas até ser extinto. Os estragos foram significativos e especialistas argumentam que uma reconstrução demorará “décadas”.

Cristina Bernardo

“Vamos reconstruir a catedral de Notre-Dame”, afirmou Emmanuel Macron “e fazê-la ainda mais bonita”.

A promessa foi feita, esta terça-feira, pelo presidente francês um dia depois do incêndio que causou graves estragos no monumento mais visitado da Europa. Na segunda-feira, as chamas consumiram dois terços do teto e mandaram abaixo o pináculo da torre central da catedral. Aos franceses, garantiu ainda que deseja que a reconstrução seja feita “em cinco anos” apesar de haver advertências de que os reparos possam levar “décadas” e resultar em desafios substanciais.

Os principais problemas incluem o fornecimento de materiais e trabalho meticuloso para preservar elementos da igreja que sobreviveram ao incêndio, mas que possam ter sido seriamente danificados, alertaram especialistas.

Até à data, foram feitas várias doações por magnatas instituições francesas que ascendem os 800 milhões de euros.

Notre Dame “foi salva por meia-hora”, admite governo francês

“Cabe-nos a nós transformar este desastre numa oportunidade para nos unirmos, refletirmos profundamente no que temos sido e nos que devemos ser e tornarmo-nos melhor do que aquilo que somos”, acrescentou o chefe de estado, defendendo que o país tem “um desafio a ultrapassar”.

O incêndio que deflagrou na segunda-feira à tarde na emblemática catedral de Notre-Dame, que se encontrava em obras, demorou cerca de 15 horas até ser extinto. A Procuradoria de Paris disse que os investigadores estavam a considerar o incêndio como um acidente. A tragédia de Notre-Dame gerou mensagens de pesar e de solidariedade de chefes de Estado e de Governo de vários países, incluindo Portugal, bem como do Vaticano e da ONU.

Ler mais
Relacionadas
Ian Langsdon / EPA

Notre-Dame: Fogo destruiu em nove horas catedral com mais de 850 anos de história

A catedral conta com 856 anos de existência e demorou 182 anos a ser construída. É um dos principais monumentos de Paris e recebe cerca de 13 milhões de visitantes todos os anos.
Julien de Rosa / EPA

Quem são as duas famílias francesas que vão doar 300 milhões para reconstruir Notre-Dame?

Catedral com quase nove séculos de história é um dos símbolos da capital francesa. O pináculo colapsou e a nave central ardeu, mas o altar, as relíquias e a vontade dos parisienses mantêm-se vivas. Depois da tragédia, os franceses declararam-se prontos para a reconstrução do templo. 856 anos depois da sua edificação , Notre-Dame terá de se reerguer das cinzas.
Julien de Rosa / EPA

Catedral de Notre Dame: da construção que durou 182 anos ao incêndio que devastou património da UNESCO

A Catedral de Notre Dame com mais de oito séculos de existência sofreu um incêndio de grandes dimensões na segunda-feira. As chamas consumiram dois terços do teto do templo e o pináculo acabou por ceder. A catedral quase 200 anos a ser construída.
Recomendadas

Cerca de 7000 pessoas em fuga do Níger

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados refere que estas pessoas estão em fuga devido à insegurança e à violência gerada por um ataque à cidade de Chinégodar.

Líbia: Merkel diz que houve acordo para respeitar embargo das armas

A chanceler da Alemanha diz que o embargo será controlado de forma mais rigorosa do que antes.

“Racismo” e “preconceito”. Isabel dos Santos reage a investigação jornalística a nível mundial

Os Luanda Leaks têm 715 mil documentos, entre e-mails, contratos, auditorias, e contas que foram obtidas por uma plataforma de denunciantes em África (PPLAAF), que depois foi partilhada com a ICIJ.
Comentários