Madeira: agricultura, pescas e produtos regionais serão prioridade do PS no Parlamento Europeu

O PS no manifesto Geração Madeira identifica 10 áreas prioritárias que serão linhas orientadoras do mandato no Parlamento Europeu.

A agricultura, pescas e os produtos regionais serão algumas das prioridades de Sara Cerdas, candidata do PS Madeira, caso seja eleita para o Parlamento Europeu.

Na visita ao engenho “O Reizinho”, Sara Cerdas sublinhou a importância que os fundos comunitárias têm assumido na produção da cana-de-açúcar. A candidata socialistas referiu que dos 28 cêntimos pagos ao produtor por quilo de cana-de-açúcar, 17 cêntimos são provenientes da União Europeia.

“Importa destacar o papel que a União Europeia tem, de forma a compensar justamente os nossos produtores por todo o trabalho que desenvolvem”, defendeu Sara Cerdas.

A candidata ao Parlamento Europeu assume que a agricultura, as pescas e os produtos regionais, são áreas prioritárias do manifesto Geração Madeira.

Nesse manifesto estão identificadas 10 áreas prioritárias que servirão como linhas orientadoras do mandato no Parlamento Europeu.

Recomendadas

Madeira: PS diz que situação da direção clínica do SESARAM revela incompetência política do Governo Regional

O PS diz que a situação da direção clínica do SESARAM revela que verificou-se “a total instrumentalização e partidarização” da Saúde. os socialista dizem que Albuquerque, presidente do Governo Regional, tem “a total responsabilidade” por toda esta situação, e que Pedro Ramos, secretário regional da Saúde, “não tem condições para continuar a tutelar a saúde.

Funchal aprova isenção para nova campanha de vacinação para animais

A campanha vai passar por todas as juntas de freguesia do concelho e inclui vacinação anti-rábica para cães e gatos, boletim sanitário do animal, chips de identificação, e desparazitante.

Pedro Ramos tranquiliza população e diz que Madeira tem capacidade de resposta para coronavírus

O secretário regional da saúde diz que a Madeira tem uma linha de emergência, fluxogramas para os portos, aeroportos, e marinas, para situações de casos suspeitos ou positivos, e sobre a forma como transporte deve ser feito, em situações de detecção ou suspeita de coronavírus.
Comentários