Madeira: agricultura, pescas e produtos regionais serão prioridade do PS no Parlamento Europeu

O PS no manifesto Geração Madeira identifica 10 áreas prioritárias que serão linhas orientadoras do mandato no Parlamento Europeu.

A agricultura, pescas e os produtos regionais serão algumas das prioridades de Sara Cerdas, candidata do PS Madeira, caso seja eleita para o Parlamento Europeu.

Na visita ao engenho “O Reizinho”, Sara Cerdas sublinhou a importância que os fundos comunitárias têm assumido na produção da cana-de-açúcar. A candidata socialistas referiu que dos 28 cêntimos pagos ao produtor por quilo de cana-de-açúcar, 17 cêntimos são provenientes da União Europeia.

“Importa destacar o papel que a União Europeia tem, de forma a compensar justamente os nossos produtores por todo o trabalho que desenvolvem”, defendeu Sara Cerdas.

A candidata ao Parlamento Europeu assume que a agricultura, as pescas e os produtos regionais, são áreas prioritárias do manifesto Geração Madeira.

Nesse manifesto estão identificadas 10 áreas prioritárias que servirão como linhas orientadoras do mandato no Parlamento Europeu.

Recomendadas

Música e poesia juntas na Feira do Livro do Funchal

A Feira do Livro vai estar disponível na Avenida Arriaga até ao dia 2 de junho, com lançamentos de livros, encontros literários, concertos e teatros. Também há um espaço dedicado ao público infanto juvenil no Largo da Restauração.

Instalações florais vão decorar a cidade do Funchal até domingo

As Charolas em Flor, à entrada do Cais da cidade são a principal marca deste circuito e acabam por dar as boas-vindas a quem visita a ilha. Ao longo da Avenida e junto à Praça do Mar, a aposta incide num jardim ao vivo, sendo que, à entrada da Assembleia Legislativa Regional, lança-se um convite à interação do público.

PSD afirma que é preciso garantir que a Madeira continue bem representada na Europa

A candidata do PSD Madeira ao Parlamento Europeu disse que vai continuar a trabalhar para que se a continue a ter uma melhoria das condições económicas e sociais da Madeira.
Comentários