Madeira: candidata do CDS quer defender na UE regime específico para agricultura em poios

A candidata olha para os poios como um “manancial de oportunidades”, e, por isso, diz que é preciso “inovar, desenvolver projetos em parceria, utilizar as novas tecnologias, a ciência e a investigação” e colocar a evolução na recuperação “deste património madeirense”.

A candidata do CDS-PP Madeira às eleições europeias, Margarida Pocinho, assumiu, na passada quinta-feira, o compromisso de defender na União Europeia um regime específico para a agricultura em poios, “para valorizar a paisagem e um património único com impactos positivos no turismo, produção agrícula e aumento do rendimento dos agricultores”.

Neste sentido, Margarida Pocinho considera “essencial” um regime específico, com ajudas europeias, tendo em conta as dificuldades resultantes da orografia e os custos acrescidos para voltar a fazer agricultura em poios. “Isto está ligado diretamente ao turismo”, explicou, acrescentando que o turista que vem à Região já não quer apenas sol, praia e mar, quer experiências ligadas à paisagem e provar os produtos que podem ser produzidos nos poios. “Isto preocupa-me porque não estamos a valorizar a nossa paisagem nem o trabalho dos nossos agricultores, é por isso que os jovens fogem da agricultura”, completou a candidata do CDS.

A candidata olha para os poios como um “manancial de oportunidades”, e, por isso, diz que é preciso “inovar, desenvolver projetos em parceria, utilizar as novas tecnologias, a ciência e a investigação” e colocar a evolução na recuperação “deste património madeirense”.

Margarida Pocinho afirma que não chega dizer que a agricultura é importante e é preciso novas ideias, apresentar propostas concretas e aproveitar bem os fundos comunitários. A candidata do CDS lembrou que ao nível da execução do PRODERAM (Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma da Madeira), “a Madeira está em último lugar”, com uma taxa de 36,1%, contra os 54,3% dos Açores e 52,5% do continente.

A candidata ao Parlamento Europeu esteve em Câmara de Lobos, onde contactou produtores de batata e de morangos, e visitou a zona da Caldeira. Margarida Pocinho aproveitou o momento para prestar homenagem aos agricultores, considerando-os “jardineiros da paisagem madeirense”.

Margarida Pocinho aproveitou para recordar o Congresso Mundial sobre Territórios em Socalcos, que decorreu recentemente na ilha canária de La Gomera. “Esse congresso mundial de Canárias, inspirou-nos para um dos maiores objectivos que a lista do CDS às eleições europeias tem para apresentar em Bruxelas, que é centrar o debate num regime específico para preservar e desenvolver os poios, tendo por base dois objetivos: apoiar os agricultores madeirenses e revalorizar a nossa paisagem”, concluiu a candidata.

Ler mais
Recomendadas

Saúde é um direito do consumidor, informa Deco

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) é universal, tendencialmente gratuito e está acessível a todas as pessoas, independentemente da sua situação económica e social.

Utilização de transportes públicos sobe 2,2% na Madeira

A Madeira teve ainda subidas na utilização de teleférico, e registou um crescimento de passageiros no aeroporto e em navios de cruzeiro.

Preço dos combustíveis sobe ligeiramente na Madeira

A gasolina passa dos 1,473 para os 1,475 euros por litro, e o gasóleo sobe dos 1,240 para os 1,247 euros por litro.
Comentários