Madeira celebra contrato-programa com Startup Madeira no valor de 534.100 euros

A decisão é justificada pela relevância estratégica da Startup Madeira enquanto “centro de referência ao nível da dinamização do empreendedorismo, enquanto instrumento de desenvolvimento regional, apoiando os empreendedores na implementação de projetos inovadores e enquanto contribuinte para a diversificação da economia regional”.

O Governo da Madeira aprovou a celebração de um contrato-programa com a Startup Madeira no valor de 534.100 euros, em Conselho de Governo.

“Uma decisão que atende à relevância estratégica da Startup Madeira enquanto centro de referência ao nível da dinamização do empreendedorismo, enquanto instrumento de desenvolvimento regional, apoiando os empreendedores na implementação de projetos inovadores e enquanto contribuinte para a diversificação da economia regional”, refere o executivo madeirense.

O Governo Regional realça ainda o papel e o posicionamento da região, alcançado através da Startup Madeira, face aos “novos desafios relacionados com as alterações aos modelos de trabalho, que integram um incremento do trabalho à distância, gerando oportunidades e desafios”.

Recomendadas

Funchal: Coligação Confiança pretende novas centralidades nas zonas altas e mercado imobiliário acessível a toda a população

A candidatura propõe promover um diagnóstico focado no território sobranceiro à cidade baixa, com o objetivo de implementar intervenções urbanas cirúrgicas, direcionadas ao transporte, saúde, espaço público, educação e cultura, permitindo reavivar, reafirmar e estabelecer outras centralidades, integrando-as numa estrutura de conjunto.

Madeira: Bloco de Esquerda apenas concorre ao concelho do Funchal inserido na Coligação Confiança nas eleições autárquicas

Dina Letra destacou que apesar do “curtíssimo espaço de tempo que tivemos para concluir todo um processo que leva meses de preparação e em que nada estava feito, a Comissão Política Regional, eleita há dois meses, envidou todos os esforços para tentar cumprir este objetivo”.

Madeira: PAN compreende decisão de abater árvores no Largo da Fonte face à “ansiedade vivida” pelos habitantes

O partido considerou que em paralelo com o abate de árvores no Largo da Fonte, “devem ser plantadas novas árvores que devolvam a envolvente ao largo, mas já sem problemas de segurança”.
Comentários