Madeira com 90% de ocupação hoteleira no fim de semana forte da Festa da Flor

Este cartaz turístico apresenta este ano como novidades o “Madeira Flower Collection” (dez criadores, inspirados pela envolvência única das flores, são convidados a apresentar três propostas de coordenados, que serão apresentadas ao público num desfile na Praça do Povo), os concertos em jardins emblemáticos da região com flora diversificada (Museu da Quinta das Cruzes, Quinta Vigia, Grutas e Centro de Vulcanismo de São Vicente e Parque Temático de Santana) e as instalações florais na cidade do Funchal.

A taxa de ocupação hoteleira na Madeira nos dias mais procurados da Festa da Flor (4 e 5 de maio) é de 90% revelou hoje a secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço.

A governante apresentou hoje o programa da Festa da Flor da Madeira 2019, que decorre entre 2 e 26 de maio, subordinado ao tema “600 Anos na Rota da Flor”, numa alusão às comemorações que decorrem até ao final do ano dos 600 anos do descobrimento da Madeira e do Porto Santo.

A taxa de ocupação para as duas primeiras semanas da Festa da Flor é, contudo, de 84%, a mesma registada em 2018.

“A taxa de ocupação hoteleira global ronda os 84%, o mesmo valor do ano passado”, disse a responsável pelo turismo regional, acrescentando, no entanto, que os dados que tem “para o primeiro fim de semana [4 e 5 de maio] rondam os 90%, superior à média, o que prova que o Cortejo da Flor continua a ser o grande elemento de atração deste cartaz turístico”.

Confrontada se o acidente do Caniço com um autocarro de turistas alemães teve alguma influência no fluxo turístico, Paula Cabaço respondeu que não.

“Para já, não temos conhecimento que tenha tido alguma influência, o próprio hotel, na altura, disse-nos que tinha mantido as marcações registadas e o próprio operador continua com reservas e não tinha qualquer cancelamento”, disse.

“Acidentes, infelizmente, acontecem em todos os destinos do mundo e estamos convencidos que este infeliz incidente não irá afetar o destino Madeira”, observou.

A Festa da Flor 2019 representa este ano um investimento de 6oo mil euros do Governo Regional e terá a colaboração de 5 mil pessoas, mais mil do que em 2018.

O cortejo rumo ao Muro da Esperança, no Largo do Município, que se realiza a 4 de maio, terá a participação de mil e 300 crianças que, no final do desfile, depositarão uma flor na sebe num gesto simbólico de esperança num mundo melhor.

O Grande Cortejo da Flor acontece no dia seguinte, 5 de maio, com a participação de 14 trupes (mais três do que em 2018) e mil e 966 figurantes.

Os tapetes florais, o mercado das flores e dos sabores, a animação na Placa Central com concertos e atuação de grupos de folclore, a 43.ª edição da Mostra da Flor, as exposições de bordados e tapeçarias, o atelier para crianças, a IV Marcha/Corrida da Solidariedade para a inclusão e o Madeira Classic Car Revival são outras atrações da Festa da Flor Madeira/2019.

Ler mais
Recomendadas

Sara Cerdas defende venda do destino Porto Santo durante todo o ano

A eurodeputada referiu que o Porto Santo tem reunidas todas as condições para ser um destino de excelência ao nível do turismo sustentável, um nicho de mercado que considera não estar a ser explorado.

Fique a saber que opções tem caso queira trocar um artigo

Não se esqueça de guardar todos os talões, comprovativos ou recibos. Assim, tem as ofertas todas acauteladas e pode, ainda, fazer as suas contas.

PS-Madeira aponta problemas de financiamento da Universidade da Madeira

Apesar de o Conselho de Reitores ter assinado recentemente um acordo sobre as perspetivas financeiras para os próximos quatro anos que prevê já um aumento de 2,4% no financiamento, o deputado Carlos Pereira referiu, à saída da reunião, que tal não é ainda suficiente, face às necessidades e às perspetivas que a UMa tem.
Comentários