Madeira determina encerramento de comércio e serviços até às 02h00

a venda de bebidas alcoólicas nas áreas de serviços ou em postos de abastecimento de combustíveis fica proibida entre as 00h e às 08h. Aqui estão também abrangidos os espaços ao ar livre de acesso ao público e vias públicas. A exceção são os “espaços exteriores dos estabelecimentos de restauração e bebidas devidamente licenciados para o efeito”.

Cristina Bernardo

O conselho de Governo da Madeira determinou que os estabelecimentos de comércio e serviços devem encerrar até à 02h00, tendo em conta o contexto de pandemia de coronavírus covid-19. isto inclui estabelecimento que estejam localizados em conjuntos comerciais, incluindo estabelecimentos de restauração, de bebidas e similares, com ou sem pista de dança, bem como todos os espaços de animação noturna.

A venda de bebidas alcoólicas nas áreas de serviços ou em postos de abastecimento de combustíveis fica proibida entre as 00h e às 08h. Aqui estão também abrangidos os espaços ao ar livre de acesso ao público e vias públicas. A exceção são os “espaços exteriores dos estabelecimentos de restauração e bebidas devidamente licenciados para o efeito”, diz o executivo madeirense.

Estas medidas, explica o Governo da Madeira, visa reforçar as medidas de protecção e segurança da população, “sob a vigilância e orientação das autoridades de saúde competentes, nomeadamente, no que concerne às regras de ocupação, permanência e distanciamento físico, bem como regras de higiene e, de igual modo, as medidas excecionais e específicas quanto a atividades relativas aos estabelecimentos comerciais”.

Recomendadas

Madeira: PS defende Plano Regional de Saúde Mental Escolar e mais recursos para os estabelecimentos de ensino

Na ótica do deputado socialista, este trabalho deverá ser feito não só dentro da escola, mas deve envolver também os centros de saúde, o SESARAM, outros técnicos e enfermeiros desta especialidade.

16% da população empregada da Madeira diz ter trabalhado a partir de casa

Daqueles que reportarem ter estado em teletrabalho, 88% diz que o principal motivo se deveu à pandemia, enquanto que no território nacional a percentagem subiu para os 91%.

Governo Regional da Madeira aprova 84 mil e 500 euros em contratos-programa

São três contratos-programa no valor de 60 mil, 15 mil e 9 mil e 500 euros.
Comentários