Madeira: Nós Cidadãos quer programa de transformação digital na Educação

O partido defende o acesso a todos os profissionais da educação a um computador em todas as salas de aulas da região. O Nós Cidadãos diz que a acessibilidade digital “continua a ser uma miragem” para muitos alunos na região, e que na educação ter um computador não é um luxo mas um bem necessário.

O Nós Cidadãos reivindicou a implementação de um programa de transformação digital na educação. Entre as medidas defendidas pelo partido está o acesso a todos os profissionais da educação a um computador em todas as salas de aulas da região.

O partido considera que existem “enormes disparidades e dezenas – se não mesmo centenas – de salas de aula onde ainda não existe sequer um computador”. O Nós Cidadãos defende que hoje os “professores precisam de ter acesso a um computador para puderem desenvolver muito do seu trabalho.

“As escolas não podem parar no tempo. São precisos mais e novos recursos digitais, isto é, é urgente dotar as escolas de material informático e esta deve ser uma prioridade de qualquer Secretário da Educação, Ciência e Tecnologia”, reforça o partido.

O Nós Cidadãos fez ainda um balanço ao ensino à distância na região. “Já ficamos a saber que agravou as desigualdades entre alunos face às suas aprendizagens, tendo sido mais penalizante para aqueles que beneficiavam de medidas de inclusão educativas, mas também que há milhares de alunos (famílias) que continuam a não ter um computador próprio para acompanhar as aulas online, estudar ou mesmo fazer trabalhos de pesquisa/investigação solicitados pelos professores”, alerta.

O partido defende que a acessibilidade digital “continua a ser uma miragem para um número muito considerável de alunos das escolas” do território nacional e da região autónoma.

“É verdade que os computadores não substituem os professores e os processos tradicionais de ensino-aprendizagem, mas também é verdade que num mundo cada vez mais digital, manuseados com conta, peso e medida – tal como outros meios tecnológicos – estes, são um excelente recurso na tarefa (e missão) de ensinar e aprender”, afirma o partido.

O Nós Cidadãos considera que as escolas “não estão a ser capazes de promover” esta mudança digital que se
afigura cada vez “mais necessária”. O partido reforça que é preciso encontrar “uma forma rápida e eficaz” de integrar a tecnologia no sistema de ensino e aprendizagem para “dotarmos os professores de um ambiente de trabalho que promova uma pedagogia do século XXI, assim como também os alunos das competências do século XXI, pois eles precisam de estar preparadas (e ter sucesso) no mundo de amanhã”.

O partido defende que em educação ter um computador “não é um luxo” mas um “bem necessário (assim como o acesso à internet) e um instrumento de trabalho indispensável”.

Recomendadas

Licenciamentos registam aumento de 5% na Madeira

Foram concluídos 89 edifícios, no primeiro trimestre, menos 4,3%, face ao período homólogo. Desses edifícios concluídos 66% eram construções novas para habitação familiar.

Miguel Albuquerque: Falta vontade política para assegurar linha marítima entre o Continente e a Madeira

Miguel Albuquerque falava à margem de uma visita ao navio ‘World Voyager’, atracado no Porto do Funchal, e que está registado no Registo Internacional de Navios da Madeira (MAR). Este é o primeiro navio de cruzeiros a atracar na Madeira desde a paragem pela Covid-19.

Secretários da Madeira e dos Açores com pasta do Turismo querem aprofundar parceria entre os dois arquipélagos

O governante madeirense, Eduardo Jesus, disse que o primeiro encontro entre os dois governantes serviu para “mostrar o grande interesse que a Madeira tem em aprofundar a parceria que existe hoje com os Açores, nomeadamente através da SATA, que nos garante já um voo diário entre os dois arquipélagos”.
Comentários