Madeira: Paula Cabaço espera compensar perda de lugares pela falência de Aigle Azur na próxima estação de inverno

No sábado foram cancelados todos os voos devido a problemas financeiros, depois de ter declarado insolvência no início da semana passada.

“Neste momento estamos em articulação com a ANA para que na próxima estação de inverno se possa compensar esta perda de lugares [decorrente da falência da companhia aérea Aigle Azur] com a entrada de novas companhias aéreas ou de operadores”, disse a Secretária Regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço.

A governante explicou que é muito difícil conseguir substituir a meio da estação e que por isso a previsão é para que se consiga compensar a perda de lugares já na próxima estação de inverno.

“Estamos a falar de uma companhia que assegurava uma ligação semanal que correspondia a cerca de 7 mil e 800 lugares de avião por ano. A falência de uma companhia aérea é sempre uma má notícia como é óbvio, apesar de o número [de lugares] não ser muito elevado, naturalmente que são menos lugares disponíveis”, afirmou.

Na passada terça-feira a companhia aérea francesa informou que recebeu 14 propostas de interesse, embora nenhuma preveja a compra total do grupo. No sábado foram cancelados todos os voos devido a problemas financeiros, depois de ter declarado insolvência no início da semana passada.

Relacionadas

Francesa Aigle Azur recebe 14 propostas de interesse na companhia aérea

As manifestações de interesse em relação à Aigle Azur surgem no âmbito do processo iniciado pelo administrador de insolvência designado para administrar a companhia aérea francesa.

Aigle Azur cancela todos os voos a partir de sábado por problema financeiros

A companhia aérea Aigle Azur vai cancelar todos os voos a partir de sábado, devido a problemas financeiros, segundo noticia hoje a agência AP.

Aigle Azur abre insolvência e cancela voos em Portugal, Brasil e Mali

“A Aigle Azur entrou em período de busca ativa de compradores, enquadrada pela justiça comercial, que exige a suspensão gradual dos seus voos programados”, justificou a empresa francesa.
Recomendadas

Deco: Cafés e restaurantes podem proibir clientes de ler ou estudar

Apesar da lei permitir a proibição de leitura ou o estudo no espaço do estabelecimento, há situações que são questionáveis e, sem dúvida alguma, há uma invasão dos direitos do consumidor. Portanto, se alguma vez sentir que estão a privar a sua liberdade individual reclame!

Madeira: sondagem dá vitória ao PSD com 6% de vantagem sobre PS

A sondagem coloca o PSD a perder a maioria absoluta, mas num cenário de entendimento com o CDS-PP fica assegurada a governação da Madeira.

Funchal agrega serviços em aplicação para dispositivos móveis

A aplicação vai permitir brevemente a candidatura a todos os programas sociais do município.
Comentários