Madeira: PS expressa preocupação com “desemprego galopante e instabilidade das empresas”

Os socialistas alertam que esta instabilidade tem provocado “grandes níveis de ansiedade pela incerteza no futuro e as dificuldades no presente para pagar as suas contas, o que desencadeia quadros de doença do foro mental e psicológico preocupantes”.

O PS expressou preocupação com o desemprego galopante e instabilidade das empresas, durante uma reunião entre os representantes da Tendência Sindical do PS Madeira, Mónica Vieira, Sofia Canha e Pedro Diniz, e o Sindicato da Hotelaria.

“As preocupações principais do PS têm sido o desemprego galopante e a instabilidade das empresas que, mesmo se mantendo ativas, não conseguem garantir nos próximos tempos, a sua sustentabilidade, podendo, por isso, provocar ainda mais impactos nos trabalhadores’. Com a agravante de que as possibilidades de emigração, neste momento, são pouco prováveis, sobretudo para o Reino Unido, mas também para outros destinos europeus”, disse a deputada Sofia Canha.

Os socialistas alertam que esta instabilidade tem provocado “grandes níveis de ansiedade pela incerteza no futuro e as dificuldades no presente para pagar as suas contas, o que desencadeia quadros de doença do foro mental e psicológico preocupantes”, reforçando que o sindicato confirmou que existem muitos trabalhadores com depressão diagnosticada.

A Tendência Sindical do PS referiu ainda o lamento que o Sindicato da Hotelaria mostrou por não ter sido ouvido para a elaboração do plano de vacinação para a covid-19, tendo sugerido que todos os trabalhadores de hotelaria, restauração e alimentação (cerca de 4000) “fossem, numa primeira fase, vacinados contra a convid-19, pois são pessoas muito expostas e suscetíveis ao vírus, pondo em causa a sua saúde e a das suas famílias, além de serem potenciais transmissores”.

Os socialistas concordam com esta medida e também lamenta que o Governo Regional da Madeira “não tenha tomado esta opção, pois contribuiria para dar mais confiança ao destino Madeira, na escolha dos visitantes”, reforçando que a prioridades do executivo regional “estão todas trocadas”.

Sofia Canha refere que nesta época os turistas “procuraram lugares mais seguros em termos pandémicos, saber que os trabalhadores de hotéis e restauração, com quem contactam diretamente, estão vacinados e protegidos, seria uma importante condição para optarem pelo nosso destino”.

Ler mais
Recomendadas

Saiba como funcionam os contadores inteligentes de eletricidade

Certamente já ouviu falar nos contadores inteligentes de eletricidade e nas suas funcionalidades. Mas de que se trata Basicamente são aparelhos que fazem medições digitais relacionados com redes inteligentes e que procedem ao envio automático das leituras.

Balança comercial atinge superavit de 12,7 milhões de euros na Madeira

No primeiro trimestre as exportações atingiram os 48,5 milhões de euros e as importações os 35,8 milhões de euros.

Madeira bate novo máximo com 12.888 vacinas administradas contra a covid-19

Já foram administradas 104.185 vacinas contra o coronavírus na Madeira. 76.501 eram referentes à primeira dose (30,1% da população), e 27.684 correspondiam à segunda dose (10,9% da população).
Comentários