Madeira regista nove casos positivos de coronavírus

A região tem 160 casos ativos de covid-19, 148 são importados e 12 de transmissão local.

A Madeira soma mais nove novos casos de covid-19, elevando total para 423, e manteve os casos recuperados em 263. Os Casos ativos passaram de 151 para 160, o mais elevado registado na região autónoma, indica os dados do Instituto da Administração da Saúde da Região Autónoma da Madeira (Iasaúde).

Dos novos casos de infeção por coronavírus sete foram importados, um com proveniência do Reino Unido, um da Alemanha, um da Polónia, um de Itália, um da Finlândia, um da Austrália e um da região norte, e mais dois casos de transmissão local.

Dos casos ativos 148 são importados e 12 de transmissão local. 79 estão em isolamento em unidade hoteleira, 79 no alojamento e dois estão internados na Unidade Polivalente dedicada ao covid-19.

Existem 19 casos em estudo pelas autoridade de saúde, nove são da operação de rastreio que decorre nos aeroportos da região e 10 ligados a contactos de casos positivos.

As autoridades de saúde estão a acompanhar 16.007 pessoas, sendo que 7.223 são em vigilância ativa.

O laboratório de Patologia Clínica do SESARAM já realizou 147.907 testes ao covid-19, e a operação montada nos aeroportos da região já processou 95.932 testes ao coronavírus.

A Linha SRS24 (800 24 24 20) já recebeu 14.343, mais 61 face ao dia anterior. A linha de acompanhamento psicológico do IASAUDE (291 212 399) já recebeu 2.359, e 194 pessoas estão a ser acompanhadas pelos profissionais deste instituto.

Ler mais
Recomendadas

Madeira ultrapassa 800 positivos e 600 recuperações de covid-19

A Madeira teve 13 novos casos de coronavírus e 10 recuperações. A região tem 207 casos ativos, 40 importados e 167 de transmissão local.

Siga estas dicas para poupar em época de natal

Conseguir comprar o presente que tanto ambiciona por um preço mais baixo pode ser uma realidade. Atualmente os saldos podem realizar-se em qualquer época, desde que, no total, não durem mais do que quatro meses por ano, portanto é possível poupar dinheiro com as reduções de preço.

Sara Cerdas eleita eurodeputada do ano na categoria de saúde

A eurodeputada comprometeu-se a continuar a trabalhar “para tornar a saúde uma prioridade europeia e lutar por uma verdadeira União Europeia da saúde, que não deixe ninguém para trás”.
Comentários