Madeira tem mais 18 casos positivos e 20 recuperados de Covid-19

A Madeira passou de 178 para 176 casos ativos de coronavírus, 49 são importados e 127 de transmissão local.

A Madeira registou mais 18 casos positivos, totalizando 11.536, e mais 20 recuperados, que totalizam 11.285. Casos ativos passaram de 178 para 176, indicam os dados da Direção Regional de Saúde (DRS).

Dos novos casos positivos quatro foram importados (dois tiveram proveniência da África do Sul e dois do Reino Unido), e 14 foram de transmissão local.

Dos casos ativos 49 são importados e 127 de transmissão local. 53 pessoas estão em isolamento em unidade hoteleira, 120 no alojamento, e seis estão hospitalizadas no Hospital Dr. Nélio Mendonça (seis em Unidades Polivalentes).

Existem 102 situações em estudo pelas autoridades de saúde, “estando estas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem da região”, diz a DRS.

Em vigilância ativa devido a contactos com casos positivos estão 206 pessoas, e 41.691 pessoas estão também a ser acompanhadas pelas autoridades, com recurso à aplicação MadeiraSafe.

A operação de rastreio de viajantes nos portos e aeroportos da região já realizou 306.518 testes à Covid-19, e o laboratório de Patologia Clínica do SESARAM, EPERAM já processou 612.181 testes ao coronavírus.

Já foram realizados 261.194 testes rápidos de antigénio, sendo que 186.983 foram no âmbito da operação de
testagem massiva da população, diz a DRS.

A Linha SRS24 (800 24 24 20) já recebeu 63.624 chamadas e a Linha de Apoio Psicológico da Direção Regional da Saúde (291 212 399) já realizou 3.850 atendimentos.

Recomendadas

PS insiste que negociações do Orçamento do Estado para 2022 devem continuar na especialidade

José Luís Carneiro reforçou a intenção do PS em “apreciar as propostas” dos parceiros, mas com o propósito de “encontrar os pontos de equilíbrio e de bom senso”, na última das audiências que o Presidente da República manteve com os partidos nesta sexta-feira.

Catarina Martins sinaliza que “só não há um OE se o Governo não quiser”

A líder bloquista exemplificou algumas das áreas nas quais quer ver avanços no documento de OE, como o SNS ou as “longas carreiras contributivas”, esclarecendo ainda que “não se prende por questões formais”, pretendendo apenas “redações exatas das leis”.

Pandemia com tendência crescente entre população acima dos 80 anos

Apesar de manter uma intensidade reduzida e incidência estável, o que resulta em baixa mortalidade e pressão nos serviços de saúde, a pandemia volta a dar sinais de crescimento em quase todas as regiões do país, com o R(t) a nível nacional a chegar a 1,00.
Comentários