Madeira: transportes sobem 3,6% enquanto comunicações caem 1,2%

Os produtos alimentarem sofreram um agravamento uma tendência que também se verificou na saúde.

Os transportes sofreram um agravamento de 3,6% enquanto que o calçado e vestuário e as comunicações sofreram uma quebra de 3,6% e 1,2%, em julho, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM) referentes ao Índice de Preços no Consumidor (IPC).

O índice sofreu uma quebra de 0,3%, face ao mês anterior, ficando fixado em 1,2%, diz a DREM.

Em julho a variação mensal foi de 0,81% enquanto que a variação homólogo atingiu os -0,19%.

De referir que em julho os produtos alimentares e as bebidas não alcoólicas sofreram um agravamento no seu custo uma tendência que também se verificou na saúde.

A habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis, foi uma área em que se verificou uma quebra em termos do IPC.

Recomendadas

Governo da Madeira satisfeito com aprovação de regime jurídico que permite guardas armados nos navios

O vice-presidente do Governo Regional disse que esta medida vai promover a competitividade do Registo Internacional de Navios.

Cinema na Madeira gera receita de 338 mil euros

O cinema da Madeira obteve mais 75 mil euros em receitas em comparação com o trimestre anterior.

Madeira: crédito a sociedades não financeiras cai 0,1%

O crédito malparado das sociedades financeiras fixou-se em 200 milhões de euros, no segundo trimestre.
Comentários