Madeira: transportes sobem 3,6% enquanto comunicações caem 1,2%

Os produtos alimentarem sofreram um agravamento uma tendência que também se verificou na saúde.

Os transportes sofreram um agravamento de 3,6% enquanto que o calçado e vestuário e as comunicações sofreram uma quebra de 3,6% e 1,2%, em julho, de acordo com os dados da Direção Regional de Estatística (DREM) referentes ao Índice de Preços no Consumidor (IPC).

O índice sofreu uma quebra de 0,3%, face ao mês anterior, ficando fixado em 1,2%, diz a DREM.

Em julho a variação mensal foi de 0,81% enquanto que a variação homólogo atingiu os -0,19%.

De referir que em julho os produtos alimentares e as bebidas não alcoólicas sofreram um agravamento no seu custo uma tendência que também se verificou na saúde.

A habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis, foi uma área em que se verificou uma quebra em termos do IPC.

Recomendadas

Virus: segundo hospital para infetados criado na China dentro de duas semanas

O hospital terá capacidade para 1.300 camas, as quais se somarão aos 1.000 leitos previstos para o primeiro hospital para pacientes portadores do vírus que será construído em dez dias.

Vírus: Governo português reforça apoio a cidadãos de Wuhan e admite retirá-los

O Governo tem estado a estabelecer contacto com os portugueses, tendo identificado duas dezenas de cidadãos que são ali residentes ou que se encontram em visita à cidade de Wuhan.

Hong Kong declara estado de emergência devido a coronavírus

O país decidiu ainda manter encerradas as escolas primárias e secundárias durante as duas próximas semanas, depois das férias do Ano Novo Lunar.
Comentários