Mais de 1.200 carros vendidos. Mercedes-Benz foi a segunda marca mais vendida em Portugal em agosto

Com o mercado automóvel global a cair 19% em agosto em face do mês anterior para as 12.435 unidades, e uma queda global dos primeiros oito meses do ano de 6,1% em face do mesmo período de 2018 e com menos de 160 mil veículos vendidos no total, a Mercedes-Benz anunciou vendas até agosto de 11.383 unidades, o que lhe dá o terceiro lugar no ranking nacional e uma quota de mercado de 7,1%.

A Mercedes-Benz contrariou a tendência global do mercado automóvel nacional ao posicionar-se como a segunda marca mais vendida em Portugal em agosto, com um total de 1222 unidades. A marca tem uma quota de mercado de 9,8% e registou em agosto um crescimento de 10,2% em face do período homólogo. A MB Portugal anunciou ainda a venda de 160 unidades Smart durante o mesmo mês, a que corresponde um “market share” de 1,3%

Com o mercado automóvel global a cair 19% em agosto em face do mês anterior para as 12.435 unidades, e uma queda global dos primeiros oito meses do ano de 6,1% em face do mesmo período de 2018 e com menos de 160 mil veículos vendidos no total, a Mercedes-Benz anunciou vendas até agosto de 11.383 unidades, o que lhe dá o terceiro lugar no ranking nacional e uma quota de mercado de 7,1%.

Entretanto, o grupo alemão anunciou vendas recorde de 177.819 veículos em todo o mundo durante o mês de agosto, mais 14% que no mês anterior. Os destaques foram para o crescimento dos veículos comerciais, com mais 28,6%, a par do crescimento da popularidade dos modelos Classe C e E Station, anunciou a empresa em nota.

A Europa absorveu mais de 62 mil veículos em agosto e o crescimento foi de 13,1% em face do mês anterior e de mais 2,7% quando comparado os primeiros oito meses com o mesmo período do ano passado. Um nível idêntico de crescimento registou a região Ásia-Pacífico. No conjunto dos oito meses do ano a China adquirir mais de 464 mil viaturas Mercedes, mais 4,1% em termos homólogos. Os EUA integrados na região NAFTA registaram um crescimento de vendas em agosto de 21,8% em face do mês anterior, com 24.771 veículos vendidos.

Por modelos o grande volume de vendas aconteceu com o Classe A, o Classe B e o CLA Coupé. Regista-se um forte crescimento dos veículos compactos, nota a empresa. E no segmento superior o mês de agosto registou um recorde em todo o mundo na entrega de limousines com destaque para o Classe E e para a E Station. O segmento SUV registou mais 8,7% de crescimento. A marca Smart anunciou vendas de mais de 11.100 veículos em agosto, mais 3,18%, destacando-se os mercados da Alemanha, França e Itália. A empresa anunciou que os modelos elétricos atualizados terão serão apresentados no Salão Automóvel de Frankfurt.

Relacionadas

Mais Porsche e Lamborghini, menos Renault. Desportivos de luxo cativam portugueses

Nos primeiros seis meses do ano, as vendas da Porsche cresceram 108% e a Lamborghini registou um incremento de 220%. Há mais desportivos de luxo nas estradas portuguesas.

Lamborghini e Porsche disparam vendas enquanto Renault dá um dos maiores trambolhões do mercado

De janeiro a agosto as vendas acumuladas da Lamborghini dispararam 220% e as da Porsche subiram 108,9%. Em sentido contrário, a Renault registou uma das maiores quedas de sempre, recuando 57,2% nas vendas mensais de agosto. O mercado nacional registou 12.435 vendas de veículos ligeiros de passageiros em agosto, o que traduz uma quebra de 19% face a igual mês de 2018
Recomendadas

Parlamento ouve hoje presidente do Fundo de Resolução sobre nova injecção no Novo Banco

Luís Máximo dos Santos vai nesta quarta-feira, 26 de fevereiro, à Assembleia da República esclarecer as questões levantadas pelo Bloco de Esquerda relativas a uma “perspetiva de nova e relevante injeção de dinheiro do Estado”. Bloquistas querem ainda saber o acompanhamento que tem sido feito de todos os processos de venda de crédito malparado.

Acusação a Ricardo Salgado está parada devido a questões processuais

O processo em que o Banco de Portugal investiga o papel de Ricardo Salgado na sociedade criada para financiar o “buraco” no Grupo Espírito Santo está “preso” porque ainda não levantado o sigilo profissional de um advogado. Ordem dos Advogados tem palavra decisiva.

Santa Casa assina contrato de 3,7 milhões com fornecedor norte-americano de “raspadinhas”

A IGT Global Solutions já tinha sido escolhida em 2016 para o fornecimento de bilhetes de lotaria instantânea durante três anos, num concurso público no valor de 28,5 milhões de euros.
Comentários