Mais de 85% das empresas portuguesas não cumpriu prazos de pagamento a fornecedores

Os dados são da Informa D&B e mostram que as empresas portuguesas demoram, em média, 71 dias para cumprir os prazos, sendo consideradas das piores pagadoras em todo o mundo.

Mais de 85% das empresas portuguesas não cumpriu os prazos de pagamento acordados com os fornecedores, em 2018. Os dados são da Informa D&B e mostram que as empresas portuguesas demoram, em média, 71 dias para cumprir os prazos, sendo consideradas das piores pagadoras em todo o mundo, avança o jornal “Expresso”.

A média europeia de empresas que cumprem os prazos de pagamento era três vezes superior à de Portugal, no final do ano passado. A Polónia é, no grupo de 35 países analisados pela Informa D&B, o país onde as empresas mais pagam dentro dos prazos estabelecidos (79,3%). Já em Portugal, em igual período, só 14,2% das empresas pagavam dentro dos prazos.

O incumprimento dos prazos a nível nacional aumentou 7,5%, entre 2007 e 2018. No ano passado, o valor a pagar a fornecedores ascendia a 49,8 mil milhões de euros, o que corresponde a 27% do Produto Interno Bruto (PIB). Em termos de cumprimento de prazos, Portugal fica abaixo de Israel (com uma taxa de cumprimento de 18%) e da Roménia (20%).

Recomendadas

PremiumAjustes na legislação laboral para teletrabalho

A crise de saúde pública trouxe a necessidade de novas formas e organização de trabalho, em que a imposição do teletrabalho foi a mais notória.

Seis startups e IPSS vencem prémios “Mais Ajuda”

Pixelability – Happies, Speak e The Inventors foram as empresas escolhidas. Quanto às instituições de solidariedade social, conquistaram o júri os projetos da Acreditar, Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas e Associação de Socorros Mútuos Mutualista Covilhanense.

Maioria das empresas portuguesas está sem modelos de ERM

Falar em “enterprise risk management” ainda é um problema para muitos gestores em Portugal. Antecipar cenários é uma ajuda ímpar porque identificam riscos e preveem impactos.
Comentários