Marega pede para ser substituído por cânticos racistas dos adeptos do Guimarães

O jogador do FC Porto Marega pediu hoje, ao minuto 71, para ser substituído do encontro com o Vitória de Guimarães, a contar para a 21.ª jornada da I Liga de futebol, por alegados cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense.

Alessandro Bianchi/Reuters

O jogador do FC Porto Marega pediu hoje, ao minuto 71, para ser substituído do encontro com o Vitória de Guimarães, a contar para a 21.ª jornada da I Liga de futebol, por alegados cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense.

Numa altura em os ‘dragões’ venciam por 2-1, o jogador maliano saiu do relvado, enquanto os colegas o tentavam demover. Mas Marega estava irredutível na decisão, apontando para as bancadas e apontando o polegar para baixo.

Sérgio Conceição falou com o jogador, já fora das quatro linhas, e logo de seguida ordenou a substituição. O jogo esteve parado cerca cinco minutos e nas bancadas só se ouviam insultos para o jogador portista que marcou o segundo golo dos ‘dragões’ e que jogou no Vitória de Guimarães.

O treinador do FC Porto mostrou-se hoje “indignado” e classificou de “lamentável” o tratamento que Marega teve no jogo com o Vitória de Guimarães, da I Liga de futebol, em que terá sido alvo que cânticos racistas.

“Quando acontece algo desse género, o jogo passa para segundo plano. Estamos completamente indignados. Sei bem da paixão que existe aqui em Guimarães pelo clube, mas sei que a maior parte dos adeptos não se revê naquilo que sucedeu com um pequeno grupo de adeptos a insultar o Marega desde o aquecimento. Nós somos uma família, independentemente da nacionalidade, altura, cor do cabelo, cor da pele. Somos humanos, merecemos respeito e o que se passou hoje aqui foi lamentável”, afirmou Sérgio Conceição em declarações à Sport TV.

Em Guimarães, em jogo da 21.ª jornada, numa altura em os ‘dragões’ já venciam por 2-1 (resultado final), o jogador maliano saiu do relvado, enquanto os colegas o tentavam demover. Mas, Marega estava irredutível na decisão, apontando para as bancadas e apontando o polegar para baixo.

Sérgio Conceição falou com o jogador, já fora das quatro linhas, e logo de seguida ordenou a substituição.

O jogo esteve parado cerca cinco minutos e nas bancadas só se ouviam insultos para o jogador portista que marcou o segundo golo dos ‘dragões’ e que jogou no Vitória de Guimarães.

Ler mais
Recomendadas

Filipe Froes: “Todos vamos ter de usar máscara”

O médico pneumomologista e intensivista diz que ainda é cedo para abrir escolas e aliviar medidas e defende a realização de mais testes no país e alerta que há muitas perguntas por responder sobre a imunização.

Espanha regista 683 óbitos nas últimas 24 horas. Já são 15 mil desde o início da pandemia

De acordo com esta entidade governamental, Espanha já superou os 15 mil óbitos por Covid-19 (15.238 mortes no total) e tem neste momento 152.446 contagiados pela pandemia.

Centro Europeu de Doenças admite uso generalizado de máscaras em locais com muita gente

É o caso de centros comerciais e supermercados, quando se usa os transportes públicos e em certas procissões, como os elementos das forças de segurança e comerciantes que atendem ao público, se não estiverem por detrás de um vidro/acrílico de proteção.
Comentários