Marta Temido: “Vamos admitir 33 recém-especialistas de saúde pública”

Em entrevista à “RTP”, a ministra da Saúde reiterou que, “de forma nenhuma”, se pode falar em “descontrolo” dos contágios pelo novo coronavírus na região de Lisboa e Vale do Tejo, que teve 218 dos novos casos de Covid-19 desde ontem.

Marta Temido, ministra da Saúde | Cristina Bernardo

A ministra da Saúde disse esta quarta-feira que o próximo contingente de contratação extra-Serviço Nacional de Saúde (SNS) acontecerá entre o final de julho e o início de agosto com a admissão de 30 novos recém-especialistas de saúde pública.

Em entrevista à “RTP”, Marta Temido afirmou que existem 101 médicos de saúde pública na zona da capital, com equipas distribuídas, e reiterou que, “de forma nenhuma”, se pode falar em “descontrolo” dos contágios pelo novo coronavírus na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), que teve 218 dos novos casos desde ontem (o que representa 69,6% do total nacional).

Segundo a governante, o que está a acontecer é uma dificuldade em quebrar cadeias de transmissão e em perceber as circunstâncias dos contágios. “É uma situação sobretudo de sobressalto, que não deixa estar tranquilos (…). Há indícios que sugerem que zonas mais densamente povoadas e com pessoas com uma maior rede de contactos têm maior risco”, explicou, em declarações ao canal público.

A ministra refere que a região de LVT está num “planalto persistente”, desde que Portugal atingiu o pico da epidemia no final de março, mas alertou que, nesta zona, a curva “nunca baixou tanto como noutras zonas do país”. Em relação ao número de camas nos hospitais, a região de Lisboa conta com 6.100 camas no total, 503 para Covid-19. Das 271 das camas de unidades de cuidados intensivo (UCI), 95 estão ‘reservadas’ para estes doentes – hoje as camas ocupadas eram de 79. “Em termos de UCI, nunca excedemos os 63% de ocupação”, garantiu a governante.

O risco de transmissão da Covid-19 situa-se, neste momento, em 0,99 para o país, 0,99 em Lisboa e 1,05 no Norte, de acordo com o mais recente relatório do Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge apresentado por Marta Temido.

Portugal contabiliza atualmente 42.454 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, SARS-CoV-2, e 1.579 vítimas mortais. Só nas últimas 24 horas faleceram mais três pessoas e registaram-se 313 novos doentes, adianta o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Houve, assim, uma taxa de crescimento diária da Covid-19 de 0,74%.

Ler mais
Recomendadas

“Silêncio de hoje tornará inoportunas críticas de amanhã”. PS lamenta falta de ideias da direita para fundos europeus

O secretário-geral adjunto do Partido Socialista (PS), José Luís Carneiro, lamenta que, até ao momento, os partidos da direita não tenham apresentado qualquer ideia e desafia-os a apresentarem propostas até ao final de agosto.

PremiumQueda da população ativa pode impedir recuperação económica rápida

A taxa de desemprego desceu no segundo trimestre, mas o impacto da pandemia no turismo e o aumento da concorrência global na era do teletrabalho preocupam os especialistas consultados pelo JE.

André Ventura rejeita qualquer hipótese de entendimentos entre o Chega e o PSD ou CDS-PP

O presidente demissionário e deputado único do Chega, André Ventura, diz que o Chega “não está à venda” nem tem intenção de se tornar “o CDS do século XXI” e deixa a mesma resposta para o PSD e CDS-PP: “Não obrigado, não queremos nem aceitamos” acordos ou entendimentos.
Comentários