Matos Fernandes vai representar União Europeia na assembleia das Nações Unidas para o ambiente

Sessão terá lugar esta segunda-feira e o Ministério do Ambiente realça que “a resposta urgente aos grandes desafios ambientais: alterações climáticas, poluição e biodiversidade” serão temas focados na intervenção do ministro.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, vai representar a União Europeia na sessão plenária de Alto Nível da Abertura da 5ª reunião da Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente, que irá decorrer esta segunda-feira, dia 22 de fevereiro.

A intervenção do ministro do Ambiente será feita em nome da União Europeia tendo em conta que Portugal assume neste momento da Presidência do Conselho. Informa o Ministério do Ambiente que “a resposta urgente aos grandes desafios ambientais: alterações climáticas, poluição e biodiversidade” serão focadas na intervenção do ministro.

A sessão conta com uma mensagem gravada do Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, e com a participação do Presidente da Assembleia das Nações Unidas para o Ambiente (UNEA), Sveinung Rotevatn e da Presidente do Programa das Nações Unidas para o Ambiente, Inger Andersen.

Recomendadas

Sustentabilidade: presidente da APA sugere dia de teletrabalho semanal para limitar emissões de veículos

Nuno Lacasta participou na conferência Building a Connected Green Future, promovida pelo Jornal Económico e pela Huawei, está integrada na EU Green Week 2021, que será retransmitida através da plataforma multimédia JE TV, esta segunda-feira, 14 de junho, às 11h00.

David Attenborough pede medidas urgentes para combater alterações climáticas

O apresentador de televisão que vai dirigir-se hoje aos líderes por videoconferência, afirmou que “não existe dúvida” sobre o aquecimento global e a perda de biodiversidade, assim como o facto de que as “nossas sociedades e nações são desiguais”.

Mau tempo: Treze distritos sob aviso laranja com previsão de trovoada

Entre 12:00 e as 21:00 de domingo, haverá maior probabilidade de trovoada nos distritos de Braga, Viana do Castelo, Bragança, Vila Real, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém e Portalegre.
Comentários