“Mercados em Ação”. “O que está por detrás deste aumento de preços é a componente energética”

“O que está por detrás deste aumento de preços é a componente energética que devido ao preço das matérias primas estar mais elevado do que há 12 meses, tem aqui um efeito que pode ser considerado ainda transitório”, destacou Nuno Sousa Pereira, head of investments da gestora de ativos Sixty Degrees.

Na última edição do programa “Mercados em Ação”, da plataforma JE TV, Shrikesh Laxmidas, diretor-adjunto do JE, Marco Silva, consultor de estratégia e investimento e Nuno Sousa Pereira, head of investments da gestora de ativos Sixty Degrees, analisaram os dados da inflação na zona euro em maio e como estes poderão influenciar as decisões de política monetária do Banco Central Europeu na reunião de 10 de junho.

“O que está por detrás deste aumento de preços é a componente energética que devido ao preço das matérias primas estar mais elevado do que há 12 meses, tem aqui um efeito que pode ser considerado ainda transitório”, destacou Nuno Sousa Pereira.

 

Relacionadas

Inflação, emprego e petróleo. Veja o “Mercados em Ação”

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.
Recomendadas

António Alberto Teixeira nomeado ‘chairman’ da Ibersol

Foram ainda nomeados para o conselho de administração o vice-presidente António Pinto de Sousa, que era até agora presidente, e os vogais Maria do Carmo Guedes Antunes de Oliveira, Juan Carlos Vazquez-Dodero de Bonifaz e Maria Deolinda Fidalgo do Couto.

Apoio ao sector do mel reforçado com cerca de 2 milhões de euros

O ministério liderado por Maria do Céu Antunes recorda que o apoio a este setor será integrado no Plano Estratégico da Política Agrícola Comum, a partir de 1 janeiro 2023.

Empresária Tchizé dos Santos “triste” com fim do Vida TV e ambiciona novo canal no mercado português

O canal comunicou a decisão aos seus colaboradores de que vai fechar portas em 31 de julho, deixando no desemprego mais de 300 profissionais, na sequência da rescisão do contrato com a DSTv.
Comentários