Metro do Porto sem serviços mínimos na quinta-feira devido à greve dos maquinistas

A Metro do Porto anunciou hoje que devido à greve convocada pelo Sindicato dos Maquinistas (SMAQ), a circulação do Metro estará sem serviços mínimos assegurados na quinta-feira e que quarta-feira e sexta-feira encerrará a circulação mais cedo.

“A Metro do Porto lamenta que o sindicato SMAQ e a subconcessionária para a operação e manutenção do sistema, o grupo Barraqueiro, não tenham conseguido alcançar um acordo que permitisse evitar a greve o consequente incómodo para os milhares de clientes do Metro”, lê-se na publicação na página da empresa.

Na mesma publicação, acrescenta a empresa aguardar com “expectativa que ambas as partes possam alcançar um entendimento que leve a que não haja nova greve no dia 30 de julho”,

No pré-aviso de greve, anunciado a 12 de julho, o Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses comunicou que a greve decorrerá entre as 00:00 de 27 de julho e as 00:00 de 31 de julho.

A paralisação visa o “desbloqueio da negociação de um Acordo de Empresa com a Via Porto Lda e o SMAQ para além das cláusulas já acordadas”, sublinha o sindicato no documento enviado ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ministério do Ambiente, Via Porto Lda, Direção dos Serviços para as Relações Profissionais (Porto) e Metro do Porto SA.

Na greve, entre outros pontos, os maquinistas reivindicam a redução do tempo máximo de serviço em cada uma das partes de um serviço, a implementação no Acordo de Empresa da rotação de folgas em vigor e a atualização da tabela salarial com efeitos a 01 de janeiro de 2021.

O sindicato indicou ainda não ter proposto serviços mínimos por “entender haver alternativas suficientes nos transportes coletivos na área geográfica abrangida pelo serviço da Metro do Porto”, lê-se ainda.

Recomendadas

Instituto Camões e Universidade Sorbonne criam Cátedra Paul Teyssier

Entre as obras do linguista destacam-se “A Língua de Gil Vicente”, “História da Língua Portuguesa”, “Manual de Língua Portuguesa” e “Études de litterature et de linguistique”, entre outros títulos.

Portugal tem 83% da população totalmente vacinada contra a Covid-19

DGS contabiliza mais de 8,8 milhões de pessoas (86%) no país com pelo menos uma dose.

Jovens entre 18 e 20 anos podem candidatar-se a 60 mil passes de interrail gratuitos

Os candidatos que ganhem um bilhete podem viajar durante 30 dias, entre março de 2022 e fevereiro de 2023, sendo que por ainda se desconhecer a evolução da pandemia, as reservas são flexíveis.
Comentários