Meu querido mês de agosto. Portugueses responsáveis pela recuperação do turismo

Segundo o INE, o sector do alojamento turístico registou 7,5 milhões de dormidas em agosto de 2021. Portugueses representaram 4,2 milhões desse valor.

O sector do turismo continuou a registar em agosto uma forte tendência de crescimento, embora se mantenha mais de 20% abaixo dos níveis pré-pandemia. De acordo com os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), à semelhança do que aconteceu em julho, os portugueses continuam a liderar essa recuperação em agosto, tendo registado nesse mês ” valor mensal [de dormidas] mais elevado desde que há registos”.

Segundo o INE, o sector do alojamento turístico registou 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas em agosto de 2021, correspondendo a crescimentos de 35,6% e 47,6%, respetivamente (+60,4% e +73,0% em julho, pela mesma ordem).

“Os níveis atingidos em agosto de 2021 foram, no entanto, inferiores aos observados em agosto de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 23,6% e 22,1%, respetivamente”, informa o gabinete de estatísticas português no relatório divulgados.

Quanto às dormidas dos portugueses, o INE dá conta que estes representaram 4,2 milhões de dormidas, ou seja, “o valor mensal mais elevado desde que há registos, e aumentou 24,2%”.

Por sua vez, os mercados externos cresceram 94,5% face a 2020 e totalizaram 3,3 milhões de dormidas. Comparando com agosto de 2019, observa-se um crescimento de 22,6% nas dormidas de residentes e um decréscimo de 46,9% nas dormidas de não residentes.

Alojamento turístico com proveitos de 515,8 milhões de euros

O relatório do INE informa também que os proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 515,8 milhões de euros no total e 410,2 milhões de euros relativamente a aposento — ou seja, uma diminuição de  19,2%  quanto aos proveitos e uma queda de 19,3% quanto ao aposento.

Além do mês de agosto ter sido o período mais caro para se alugar um quarto —rendimento médio por quarto disponível situou-se em 71,4 euros em agosto, ou seja mais 30 euros quando comparados com julho, enquanto que o rendimento médio por quarto ocupado atingiu 115,8 euros em agosto (98,7 euros em julho) — agosto foi também sinónimo de elevadas taxas de ocupação. Segundo os dados, esse valor situou-se nos 61,6%, mais 15,0 p.p. que o observado em agosto de 2020, mas 11,0 pontos percentuais abaixo do rácio registado em agosto de 2019 (72,6%).

O INE informa ainda que, entre janeiro e agosto de 2021, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 8,8 milhões de hóspedes e 23,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 8,1% e 11,8%, respetivamente

 

Recomendadas

CGTP diz que chumbo do OE2022 deve-se a falta de vontade política do Governo

Para a CGTP a proposta do Governo não promovia o necessário crescimento dos salários e pensões, nem maior justiça fiscal, não acabava com a precariedade laboral, nem travava a destruição de postos de trabalho por grandes grupos empresariais, nem sequer promovia contratação coletiva.

Duodécimos limitam execução mensal até à entrada em vigor de novo orçamento

“Durante o período transitório em que se mantiver a prorrogação de vigência da lei do Orçamento do Estado respeitante ao ano anterior, a execução mensal dos programas em curso não pode exceder o duodécimo da despesa total da missão de base orgânica”, pode ler-se na lei de Enquadramento Orçamental atualmente em vigor.

OE2022. ‘Chumbo’ reflete “saturação pelo modelo de governação”, afirma presidente da CAP

Falando à margem da conferência sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), promovida pelo Fórum para a Competitividade, que hoje decorreu em Lisboa, Eduardo Oliveira e Sousa recebeu sem surpresa o chumbo da proposta orçamental, salientando que os últimos debates na Assembleia da República “foram esclarecedores” relativamente “a uma espécie de saturação que vinha a ser demonstrada sobre o modelo de governação que estava em exercício”.
Comentários