Mexia ganha seis mil euros por dia na EDP

Além de António Mexia, outros seis administradores da EDP ganham mais de um milhão de euros por ano.

Cristina Bernardo

O presidente da elétrica nacional teve direito a 2,2 milhões de euros em 2018, entre remuneração fixa, variável e prémios, menos cem mil euros do que em 2017, segundo o Correio da Manhã, que cita o relatório e contas da elétrica nacional.

Contas feitas e o gestor recebeu, no ano passado, 6024 euros por dia. Um rendimento que é 54 vezes superior à média salarial dos trabalhadores da EDP.

Os custos com remunerações dos colaboradores do grupo ascenderam a 471,65 milhões de euros, ligeiramente abaixo dos 491,7 milhões de 2017. Um montante que, a dividir pelos 11.631 funcionários da elétrica, significa uma média salarial de 40.550 euros brutos por ano.

António Mexia não é, no entanto, o único a receber seis digitos por ano em remunerações. Além do presidente executivo, há mais seis gestores da EDP a auferir rendimentos superiores a um milhão: Nuno Almeida Alves, João Manso Neto, António Martins Costa, Miguel Stilwell de Andrade, Miguel Ferreira Setas e Rui Lopes Teixeira. No total, o Conselho de Administração da empresa recebeu 11,3 milhões de euros.

De salientar que, em 2018, a EDP registou os seus resultados mais baixos em 14 anos, com o lucro líquido a afundar 53% para 519 milhões de euros. A atividade em Portugal teve mesmo prejuízo, pela primeira vez desde o início da privatização da elétrica, em 1997.

Recomendadas

‘Caso EDP’: empresa confirma que já foi notificada pelo DCIAP para ser constituída arguida

Em comunicado, a energética portuguesa afirmou que “em linha com as notícias divulgadas na imprensa portuguesa no final do dia de ontem, a EDP foi hoje notificada pelo DCIAP de que deverá, nos próximos dias, designar um legal representante que compareça no DCIAP, a fim de ser constituída arguida”.

Nova companhia aérea de Neeleman deverá iniciar voos em 2021

A Breeze Airways, fundada por David Neeleman, cuja saída da TAP foi anunciada recentemente, deverá iniciar os voos em 2021, um lançamento que foi adiado pela pandemia de Covid-19, avançou hoje a Bloomberg.

Salários da CGD aumentaram em 2019 com início de pagamento de bónus

Os salários da administração da CGD cresceram para 3,6 milhões de euros no ano passado, um aumento de 22,5% justificado com o início de um programa de pagamento de remunerações variáveis, que já estava previsto, revelou o banco.
Comentários