Mexia ganha seis mil euros por dia na EDP

Além de António Mexia, outros seis administradores da EDP ganham mais de um milhão de euros por ano.

Cristina Bernardo

O presidente da elétrica nacional teve direito a 2,2 milhões de euros em 2018, entre remuneração fixa, variável e prémios, menos cem mil euros do que em 2017, segundo o Correio da Manhã, que cita o relatório e contas da elétrica nacional.

Contas feitas e o gestor recebeu, no ano passado, 6024 euros por dia. Um rendimento que é 54 vezes superior à média salarial dos trabalhadores da EDP.

Os custos com remunerações dos colaboradores do grupo ascenderam a 471,65 milhões de euros, ligeiramente abaixo dos 491,7 milhões de 2017. Um montante que, a dividir pelos 11.631 funcionários da elétrica, significa uma média salarial de 40.550 euros brutos por ano.

António Mexia não é, no entanto, o único a receber seis digitos por ano em remunerações. Além do presidente executivo, há mais seis gestores da EDP a auferir rendimentos superiores a um milhão: Nuno Almeida Alves, João Manso Neto, António Martins Costa, Miguel Stilwell de Andrade, Miguel Ferreira Setas e Rui Lopes Teixeira. No total, o Conselho de Administração da empresa recebeu 11,3 milhões de euros.

De salientar que, em 2018, a EDP registou os seus resultados mais baixos em 14 anos, com o lucro líquido a afundar 53% para 519 milhões de euros. A atividade em Portugal teve mesmo prejuízo, pela primeira vez desde o início da privatização da elétrica, em 1997.

Recomendadas

Farfetch escolhe mais sete startups para acelerar e uma delas é portuguesa

O programa de empreendedorismo da tecnológica contará, na terceira edição, com a BECOCO, Brandpoint Analytics, Change of Paradigm, Inline Digital, Mirow, Personify XP e a Springkode.

Novo Banco faz fusão por incorporação com BES das Ilhas Caimão

Contactada pela Lusa, fonte oficial do Novo Banco confirmou a informação, explicitando que se trata de uma fusão por incorporação.

BCP ficou com 10,9% na Inapa que quer vender no mercado

O BCP ficou diretamente (sem contar com a participação do Fundo de Pensões) com 10,88% da Inapa que quer vender no mercado paulatinamente, para não perturbar a bolsa.
Comentários