Ministro da Agricultura vai homenagear Comissário Europeu da Agricultura

Capoulas Santos destaca o papel que Phil Hogan teve para resolver problemas nacionais como as crises do setor da leite, da suinicultura ou da seca, ou para contribuir para as negociações com o BEI para o financiamento do Plano Nacional de Regadios.

Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura vai homenagear o Comissário Europeu da Agricultura, Phil Hogan, com a atribuição da Medalha de Honra da Agricultura. A cerimónia vai decorrer esta quinta-feira, dia 29 de agosto, durante a sessão inaugural da AgroSemana, uma iniciativa do Grupo Agros, que vai decorrer na Póvoa de Varzim, a partir das 12h30.

“Trata-se de uma condecoração que tem como objetivo reconhecer publicamente e distinguir as pessoas ou organizações que, de forma particularmente dedicada e empenhada, através da sua ação continuada, contribuem ou contribuíram para o desenvolvimento da agricultura e valorização do mundo rural”, explica um comunicado do Ministério da Agricultura.

Segundo esse documento, “para além de um relevante percurso profissional e político, Phil Hogan tem mantido com Portugal uma relação de grande proximidade, tendo visitado o país diversas vezes ao longo do seu mandato, desde 1 de novembro de 2014”.

“Phil Hogan é o mentor da Reforma da Política Agrícola Comum (PAC), tendo como objetivo a preparação da agricultura da União Europeia para o os desafios do futuro, apostando na sustentabilidade através da inovação, procurando dar um forte contributo para a agenda de emprego e crescimento, com especial enfoque no princípio da subsidiariedade e nas questões ligadas à flexibilidade e simplificação dos instrumentos da PAC”, destaca o referido comunicado do Ministério da Agricultura.

No entender do ministério liderado por Capoulas Santos, enquanto Comissário Europeu, Phil Hogan “tem pautado a sua ação por uma grande disponibilidade de diálogo e compromisso com os Estados membros, tendo sabido, em momentos de crise agir com proatividade e eficácia contribuindo de forma decisiva para ultrapassar as dificuldades”.

“Também na sua relação com Portugal, não pode deixar de ser realçado a permanente disponibilidade para ouvir preocupações, e, em espírito de diálogo, procurar encontrar soluções para problemas específicos, como foram os casos das recentes crises do setor do leite, da suinicultura ou da seca, que tão duramente nos atingiram”, assinala o Ministério da Agricultura.

No entender do Ministério da Agricultura, “o Comissário Phil Hogan procurou sempre acompanhar a realidade portuguesa, bem testemunhada através das múltiplas visitas que fez a Portugal, tendo dado um contributo importante para a conclusão, com êxito, das negociações do Governo português com o Banco Europeu de Investimento e com o Banco do Conselho da Europa para o Desenvolvimento para financiamento do Plano Nacional de Regadios, bem como relativamente ao futuro da PAC, incorporando nas propostas de reforma para o período pós-2020 aspetos relevantes, que vão ao encontro dos anseios dos agricultores portugueses”.

“Estes são alguns dos elementos que estão na base da decisão de atribuir o galardão a Phil Hogan e constam do despacho de atribuição da medalha, a publicar em Diário da República”, justifica o referido comunicado.

Ler mais
Recomendadas

Ministério da Agricultura reforça orientações para prevenção da Covid-19 na época das colheitas

A Ministra da Agricultura sublinhou a importância da medição da temperatura aos trabalhadores antes da entrada nas viaturas de transporte ou à chegada das instalações.

Eduardo Oliveira e Sousa reeleito para novo mandato à frente da CAP

Segundo este responsável, “a agricultura foi um dos motores da recuperação económica da crise que julgávamos ter deixado para trás”.

Governo está a negociar mais medidas de apoio à agricultura que podem ir até aos 35 milhões de euros

Maria do Céu Albuquerque anunciou ainda que o Governo está a trabalhar na linha de crédito que foi criada com o Fundo Europeu de Investimento, de cerca de 300 milhões de euros, para alargar os critérios de acesso a investimentos já em execução.
Comentários