Moderna sobe previsão das vendas de vacinas para 19,2 mil milhões de dólares

As negociações para doses de “reforço”, com nações que procuram armazenar grandes quantidades da vacina para além de 2022 e uma provável autorização para o uso das vacinas em crianças levaram a Moderna e a sua rival, a Pfizer, a aumentar a produção.

A Moderna aumentou a sua previsão de vendas para 2021 respeitante à vacina contra a Covid-19 em 4,3%, para 19,2 mil milhões de dólares (15,9 mil milhões de euros), refletindo a procura de países que querem regressar à normalidade através de processos de vacinação rápidos, segundo a “Reuters”.

As negociações para doses de “reforço”, com nações que procuram armazenar grandes quantidades da vacina para além de 2022 e uma provável autorização para o uso das vacinas em crianças levaram a Moderna e a sua rival, a Pfizer, a aumentar a produção.

A Moderna disse que uma análise inicial de um estudo em adolescentes com idades entre os 12 e 17 anos revelou uma taxa de eficácia de 96% para a sua vacina. A empresa também está a trabalhar numa nova versão que poderá estender o tempo de armazenagem das vacinas em temperaturas abaixo de zero, facilitando a distribuição, principalmente em países com maiores dificuldades financeiras.

No entanto, as ações da Moderna, juntamente com outros fabricantes globais de vacinas, caíram no pré-mercado após a decisão do presidente dos EUA Joe Biden de apoiar uma renúncia dos direitos de propriedade intelectual para as vacinas contra a Covid-19. Embora a mudança tenha como objetivo aumentar a disponibilidade da vacina em países mais pobres, poderia potencialmente atingir as vendas das farmacêuticas.

O presidente-executivo da Moderna, Stéphane Bancel, disse que a empresa poderá fechar mais acordos com países para o fornecimento da vacina em 2022 do que em 2021.

No início desta semana, A Pfizer aumentou a sua previsão de vendas da vacina contra a Covid-19 para 2021 em mais de 70%, para 26 mil milhões de dólares (21,6 mil milhões de euros). A farmacêutica adiantou que a procura de governos em todo o mundo na tentativa de conter a pandemia vai contribuir significativamente para o seu crescimento nos próximos anos

A Moderna previa em fevereiro que a venda de vacinas gerasse 18,4 mil milhões de dólares (15,2 mil milhões de euros). No primeiro trimestre encerrado a 31 de março, a vacina gerou vendas de 1,7 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros), ajudando a farmacêutica a registar lucro pela primeira vez.

Recomendadas

Administração da Altice reúne-se com sindicatos a 22 de junho para esclarecer futuro da empresa

Sindicatos querem conhecer o plano da empresa para os trabalhadores, bem como as notícias que dão conta da saída da Altice de Portugal. Mas, segundo o STPT, o foco será esclarecer um “plano organizacional integrado” cujos contornos as estruturas sindicais dizem desconhecer.

Fusões e aquisições de empresas em Portugal movimentaram mais de 3 mil milhões até maio

Apesar de em 60% das transações os valores não terem sido revelados, os números representam uma diminuição de 10% no total de transações e uma queda de 53% no capital mobilizado.

PremiumEuro2020 pode ser pontapé para relançar mercado publicitário das marcas

Cobertura mediática será maior do que em 2016, mas é pouco provável que se traduza em recordes de audiências, dizem especialistas. Ainda assim, as marcas deverão aproveitar a oportunidade.
Comentários