Morais Leitão abre escritório em Cabo Verde

A sociedade ‘full-service’ cabo-verdiana VPQ Advogados vai centralizar os seus serviços em sectores como o turismo e a construção, o mar, as infraestruturas ou a energia. Nuno Galvão Telles lembra que este era um mercado com o qual a firma já trabalhava com regularidade há cerca de três anos.

A sociedade de advogados Morais Leitão (ML) abriu um novo escritório em Cabo Verde, com sede na capital deste arquipélago africano (Praia). A marca com a qual a ML irá estar representada localmente é a VPQ Advogados, prestando assessoria jurídica a clientes nacionais e internacionais em cooperação com os restantes escritórios da rede (“Legal Circle”).

A sócia Vera Querido, advogada registada em Portugal e em Cabo Verde, estará a liderar este projeto, sendo acompanhada no trabalho pelo sócio Oliver Araújo, de acordo com a informação divulgada à imprensa esta terça-feira.

“Trabalhamos de forma muito próxima com parceiros de talento comprovado e com capacidade para fornecer serviços jurídicos excecionais nos mercados em que operam, de acordo com padrões uniformizados de elevada qualidade. Vários dos nossos clientes operam em Cabo Verde – e nós com eles, como habitualmente”, começa por explicar o managing partner, em comunicado.

A par com as outras parcerias da rede mundial da ML, o objetivo é responder às necessidades “crescentes” dos clientes, neste caso de investimento em países de expressão portuguesa, por se tratar de um membro dos PALOP. Assim, a VPQ Advogados vai centralizar os seus serviços em sectores como o turismo e a construção, o mar, as infraestruturas ou a energia.

Nuno Galvão Telles refere que este era um mercado com o qual a firma já trabalhava com regularidade há cerca de três anos. “As semelhanças em termos de ordenamento jurídico são grandes, facilitando muito a nossa experiência local. Cabo Verde foi, neste contexto, um passo natural. Trata-se de um país muito dinâmico e com crescimento económico promissor”, sublinhou, acrescentando que esta aposta confirma também a “vocação no desenvolvimento do Estado de Direito”.

VPQ é uma sociedade de advogados cabo-verdianos full service. Nasce com um projeto vibrante de adequação às expectativas dos clientes locais e internacionais, combinando elevadas competências técnicas com conhecimento profundo do mercado. Trabalhamos com padrões internacionais de qualidade e eficiência, respondendo aos desafios dos nossos clientes com inovação e experiência.

Ler mais
Recomendadas

“Jogo Económico”. “Justiça desportiva e direitos humanos são os maiores desafios do direito do desporto”

“Os desafios mais aliciantes para o Direito do desporto nos próximos anos? Diria que são dois: a justiça desportiva e os direitos humanos. Depois creio que há um foco nos e-sports e a questão do abuso sexual de menores”, realçou o antigo secretário de Estado do Desporto.

“Jogo Económico”. “Caso Palhinha? Questão é até que ponto pode ser revertido aquilo que é decidido em campo”

“Pela forma como a lei está desenhada, surge a dúvida se a competência é o Conselho de Justiça (no caso do futebol) ou se é o Tribunal Arbitral do Desporto. O Caso Palhinha tem o problema da competência e coloca-se a questão do princípio da autoridade do árbitro”, realçou o antigo secretário de Estado do Desporto.

Advogados e a conciliação da vida profissional e familiar: da legislação à realidade

O quadro normativo não responde às exigências da profissão, cuja rotina é atípica. Como tal, construir o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é um desafio diário.
Comentários