Morreu o CEO da Explorer, Rodrigo Guimarães

Rodrigo Guimarães tinha 58 anos e era o CEO da Explorer, gestora de fundos de private equity e do Fundo Discovery que integrou ativos de turismo que saíram do balanço dos bancos. Fez carreira no mercado de capitais e foi um dos fundadores da corretora Midas.

O CEO da Explorer Investments, Rodrigo Guimarães, morreu este sábado à noite no seguimento de complicações pós operatórias. Tinha 58 anos e tinha sido submetido a uma cirurgia a um aneurisma abdominal após uma operação à vesícula. Rodrigo Guimarães não resistiu aos efeitos nefastos da cirurgia no pós-operatório, sabe o Jornal Económico.

A Explorer Investments é a principal sociedade gestora independente de fundos de private equity em Portugal e conta com mais cinco sócios e uma vasta equipa de colaboradores.

A Explorer gere e assessora fundos com ativos superiores a 1.300 milhões de euros divididos em três áreas de negócio: Private Equity, Imobiliário e Turismo.

Entre esses fundos está o Discovery que é um fundo de reestruturação que integrou ativos problemáticos do setor do turismo oriundos de vários bancos.

O CEO da Explorer Investments era Licenciado em Economia pela Universidade de York (Canadá) e detinha um MBA pela Universidade de George Washington.

O empresário e financeiro iniciou uma carreira no mercado de capitais em Londres na prestigiada Smith New Court, integrando posteriormente a Comissão Executiva da Carnegie Internacional.

Em 1989, com a liberalização do mercado de capitais português decide regressar a Portugal apostando no desenvolvimento da então incipiente Bolsa Portuguesa e funda, em 1990, a Midas Investimentos, que se veio a tornar a maior sociedade financeira de corretagem independente portuguesa.

Rodrigo Guimarães foi um Golden Boy dos mercados na era dos yuppies.

Em 2003, concretizada a venda e integração dessa sociedade financeira de corretagem no BBVA (1999/2001) decide investir no desenvolvimento do Private Equity, fundando a gestora Explorer Investments, – Sociedade de Capital de Risco, onde lança o primeiro Fundo de Private Equity gerido por essa sociedade.

A presidência da Explorer será assumida pela sócia fundadora Elizabeth Rothfield, que contará a seu lado com Rodrigo Carvalho Martins Guimarães, que como o seu Pai e Avô também abraçou uma carreira de empreendedor e financeiro.

Rodrigo Guimarães era casado pela segunda vez e deixa três filhos.

Ler mais

Recomendadas
catarina_martins_oe_2020

Covid-19: Catarina Martins faz um apelo a Costa para que estenda já as moratórias

“Deixo aqui hoje este apelo a António Costa: não espere que seja tarde demais, não espere pelo início dos despejos e das falências. As moratórias têm de ser estendidas já”, num comício maioritariamente virtual que assinalou o encerramento da conferência autárquica online e os 22 anos do BE, que comemora no domingo a sua fundação.

TAP. Ratificação dos acordos com pilotos e tripulantes era “passo crucial”, diz o Governo

“Porque estes acordos representam um compromisso muito firme de todos com o futuro da companhia, dão ainda mais credibilidade ao plano de reestruturação que o Estado português continuará a negociar com a Comissão Europeia ao longo das próximas semanas”, sublinhou o Ministério das Infraestruras e da Habitação.

Serviços postais caem 12,4% mas tráfego de encomendas dispara 20% em 2020

Tráfego total dos serviços postais caiu 12,4% em 2020, uma quebra que “está associada aos efeitos da pandemia da Covid-19” e que foi “mais expressiva” do que o recuo verificado em 2019 (-6,7%). A pandemia terá tido “um impacto direto, negativo, de 9,8% no tráfego postal total”.
Comentários