Mundo virtual e realidade misturam-se na FIL

HoloLens da Microsoft serão uma das grandes atrações do certame.

Depois do sucesso das edições anteriores, o RALI – Realidade Aumentada em Lisboa volta a Portugal para a sua terceira edição, promovida pela IT People Innovation. Durante 4 dias, de 20 a 23 de outubro, profissionais e curiosos poderão, de forma gratuita, experimentar e debater as potencialidades e tendências da tecnologia que permite misturar o mundo virtual com a realidade.

O único evento em Portugal dedicado exclusivamente à realidade aumentada conta este ano com um novo formato e muitas novidades.

Pela primeira vez o evento terá lugar, em paralelo com a Expo Sync Lisboa, no primeiro Salão das Tecnologias Audiovisuais e Musicais, Fotografia e Multimédia. No total fazem parte do programa mais de 20 palestras, workshops, demonstrações de produtos e apresentações de novidades que ainda não foram lançadas no mercado.

Entre as grandes atrações do RALI estão os HoloLens, os óculos de realidade aumentada da Microsoft, que ainda não chegaram ao mercado europeu, e que poderão ser experimentados no recinto do evento, tal como os Epson Moverio.

A iniciativa que pretende ser “um espaço de encontro para profissionais, empresas, universidades e curiosos pelo tema”, conta com um número crescente de participantes. “Começámos por ser 100 pessoas que se reuniram na LX Factory para, 2 anos depois, sermos palco das mais importantes novidades do mercado da Realidade Aumentada nacional, na FIL”, conta Luís Martins, diretor de Marketing da IT People Innovation.

Recomendadas

Web Summit vai pedir certificado de vacinação ou teste PCR negativo aos participantes (com áudio)

A maior conferência de tecnologia do mundo, que regressa a Portugal em novembro depois de um ano de ausência por força da pandemia, irá ainda permitir a utilização de máscaras faciais no evento, apesar de prever que estas já não sejam obrigatórias em Portugal quando este se realizar.

AINanoTEC promove criação de 15 startups tecnológicas

O programa visa identificar ideias e projetos nas áreas da inteligência artificial, nanotecnologia e tecnologias de informação e comunicação. As candidaturas selecionadas irão integrar a uma rede internacional de mentores e stakeholders.

Terceira edição do Prémio João Vasconcelos – Empreendedor do Ano vai permitir nomeações

Os critérios de avaliação das nomeações e das candidaturas mantêm-se como: visão e estratégia, resiliência, contributo para o ecossistema empreendedor nacional, liderança e gestão de equipa, crescimento e penetração internacional.
Comentários