Nações Unidas alertam para aumento da fome mundial. Saiba como contrariar o flagelo

No Dia Mundial da Alimentação, a campanha “Fome Zero” lança várias ideias para a combater a fome mundial, numa altura em que 820 milhões de pessoas sofrem de desnutrição crónica, de acordo com as Nações Unidas.

A Organização da Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO, na sigla inglesa) chama a atenção para o aumento da fome mundial, através do relatório de 2018, sobre Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo no qual é revelado que, atualmente, mais de 820 milhões de pessoas sofrem de desnutrição crónica.

No Dia Mundial da Alimentação, que se comemora esta terça-feira, a campanha “Fome Zero”, criada pela FAO, alerta para os problemas que estão na base de origem da fome mundial, mas lança também ideias sobre como a população pode ajudar a combatê-la: desperdiçar menos, comer melhor e adotar um estilo de vida sustentável são alguns dos pontos-chave desta campanha, para para construir um mundo livre da fome.

Nesta altura, 672 milhões de pessoas sofrem de obesidade e 1,3 mil milhões estão acima do peso. A campanha “Fome Zero” vai além da resolução de conflitos e do crescimento económico, pretendendo adotar uma abordagem a longo prazo para construir sociedades pacíficas e inclusivas.

  • Não desperdiçar alimentos

Se ainda sobrou comida do seu último almoço ou jantar congele-o para mais tarde ou use-o como ingrediente noutra refeição.

  • Produzir mais, com menos

Com a população que em 2050 deverá atingir os nove mil milhões, os agricultores devem encontrar nova formas e mais produtivas de cultivar os alimentos e diversificar as plantações. O uso de uma abordagem integrada da agricultura não só ajudará os agricultores a aumentarem o rendimento das colheitas e, assim, os lucros, mas também poderá melhorar a qualidade das terras agrícolas.

  • Optar por uma dieta mais saudável e sustentável

Refeições nutritivas não são necessariamente sinónimo de uma grande elaboração. Partilhe receitas rápidas e nutritivas com a família, amigos, colegas, etc. Siga chefes de cozinha e blogs para aprender novas receitas ou fale com agricultores para saber como eles cozinham os produtos domésticos.

Recomendadas

PremiumHerdade do Rio Frio tem oito candidatos e ofertas vão até 40 milhões de euros

Seis portugueses e dois estrangeiros apresentaram propostas à compra de uma das maiores herdades do país. Há oferta que rondam o valor da avaliação, os 40 milhões de euros.

PremiumProdutores de maçã de Alcobaça exigem mini Alqueva no Oeste

O setor já atinge 40 milhões de euros de volume de negócios por ano. Cerca de um quarto deste total destina-se aos mercados de exportação.

Vamos falar de desperdício alimentar?

Se não lhe ocorrer nada, procure na internet. Vai encontrar numerosas ideias, sugestões e dicas para começar a poupar e usar o dinheiro que agora gasta em alimentos que deita para o lixo, para passar um fim de semana em família. Pense nisso!
Comentários