“Não antecipo que haja condições”. Governo deverá manter estado de exceção nas 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa

Em declarações após o encontro com Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra, o primeiro-ministro revelou que ainda esta quarta-feira iria estar na Câmara Municipal da Amadora, sendo que ainda irá visitar outros concelhos da Área Metropolitana de Lisboa esta semana.

Omer Messinger/EPA

António Costa revelou esta quarta-feira que não existem condições nas 19 freguesias da Área Metropolitana de Lisboa para que seja levantado o estado de exceção decretado a 26 de junho. “Falta uma semana para que seja tomada essa decisão mas não antecipo que existam condições nestas freguesias para diminuir o estado de exceção”, realçou o primeiro-ministro.

Em declarações após o encontro com Basílio Horta, presidente da Câmara Municipal de Sintra, o primeiro-ministro revelou que ainda esta quarta-feira iria estar na Câmara Municipal da Amadora, sendo que ainda irá visitar outros concelhos da Área Metropolitana de Lisboa esta semana.

“A pandemia tem uma incidência muito particular em quatro concelhos da Área Metropolitana de Lisboa. Irei visitar outros concelhos nos próximos dias para perceber a avaliação local da resposta, para ver o que se pode fazer mais em cada um dos concelhos”, explicou Costa.

A 26 de junho, o Governo colocou novamente a imposição de confinamento em 19 freguesias da região da Grande Lisboa. Estas 19 freguesias encontram-se dividas pelo concelho da Amadora (Mina de Água, Águas Livres, Encosta do Sol, Venda Nova, Falagueira, Alfragide e Venteira), enquanto Odivelas terá quatro freguesias (Odivelas, União de Freguesias da Pontinha e Famões, União de Freguesias Póvoa de Santo Adrião e Olival Basto e Ramada/Caneças).

Por sua vez, o concelho de Lisboa, conta apenas com uma freguesia, a de Santa Clara, enquanto o município de Loures vê na lista duas das suas uniões de freguesia ‘confinadas’: União das Freguesias de Camarate, Unhos e Apelação e na União das Freguesias de Sacavém e Prior Velho.

Por fim, o concelho de Sintra conta também com as uniões de freguesias de Queluz/Belas, Massamá/Monte Abraão, Cacém/São Marcos, Agualva/Mira Sintra, Algueirão/Mem Martins e a freguesia de Rio de Mouro.

Ler mais
Recomendadas

Pedro Silva Pereira designado relator para acordo do Brexit

“A proposta de lei do Governo de Boris Johnson sobre o mercado interno britânico tem disposições unilaterais frontalmente contrárias ao protocolo para a Irlanda e a Irlanda do Norte. É uma violação grosseira do princípio da boa fé e do Direito internacional. Não podia ter outra resposta”, refere o eurodeputado socialista.

OE 2021: Aumento de 20 euros do salário mínimo em cima da mesa

Proposta do executivo de António Costa para o aumento do salário mínimo poderá ser de menos 15 euros do que foi no ano passado, uma medida que não agrada ao Bloco de Esquerda que pede um crescimento de 35 euros, nem ao PCP que sugere uma subida de 215 euros.

Horários flexíveis em Lisboa e Porto vão durar seis meses e podem ser alterados todas as semanas

As empresas com mais de 50 trabalhadores vão poder alterar os horários semanalmente, mas a diferença máxima na hora de entrada e saída só pode ser de uma hora. Limites máximos diários e semanais do horário de trabalho não podem ser ultrapassados, nem passar o horário diurno ou noturno e vice-versa.
Comentários