Premium“Não seria boa ideia Portugal cortar os impostos agora”, diz economista do EFG

A carga fiscal é um obstáculo ao crescimento, mas reduzir impostos prejudicaria o esforço de reduzir o peso da dívida pública e a imagem de credibilidade obtida junto dos credores, diz economista.

Sueco de origem, nacionalidade à qual adicionou a helvética, foi vice-governador do Banco da Irelanda durante mais de quatro anos, num vasto percurso que inclui cargos no Bank of International Settlements e nas entidades de política monetária de Hong Kong e das ilhas Maurícias. Stefan Garlach esteve em Lisboa para o lançamento do private bank suíço EFG, no qual é economista-chefe, e falou com o Jornal Económico sobre as correlações entre a guerra comercial, o abrandamento da economia, a política monetária e os estímulos orçamentais.

A conversa começou, no entanto, com a análise à retoma e ao futuro da economia e da política portuguesa. Gerlach referiu que a maioria das sondagens e comentadores apontam para a continuidade de um governo socialista, embora sem maioria absoluta.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumInteligência artificial é decisiva para travar ataques de ‘hackers’

“Longe vai o tempo em que um ataque servia para colocar a fotografia de um cãozinho no lugar de um ministro”, diz o CEO da Squalo. “Corremos o risco de, por exemplo, os geradores da EEM pararem”, avisa.

PremiumCrescimento de 2% é calcanhar de Aquiles do esboço orçamental

Portugal entra no ‘grupo dos sete’ com o défice mais baixo na zona euro, mas depende de uma expansão do PIB que está em risco. CFP refez contas do Ministério das Finanças e calcula desaceleração para 1,7%.

Premium“O regime fiscal da poupança devia melhorar”

A mais antiga sociedade gestora portuguesa de fundos de pensões, a SGF, foi comprada pela Golden. O presidente, António Nunes da Silva fala do novo posicionamento estratégico.
Comentários