Nasdaq foi o único a ‘verde’ no fecho da sessão em Wall Street

Amazon, Apple, Microsoft e Alphabet fecharam com ganhos. Já as ações da Beyond Meat – a marca que revolucionou a indústria ao criar alimentos vegan com sabor a carne – subiram 1,30% para 145,62 dólares, depois de ter anunciado um acordo com a McDonald’s e a Yum!Brands. 

A bolsa de Nova Iorque fechou a sessão desta sexta-feira, a última da semana, sem tendência definida, à semelhança do início das negociações. Os mercados financeiros norte-americanos encerraram, num contexto político-económico marcado por um travão ao aumento do salário mínimo nos Estados Unidos. Em causa a proposta de subida do salário mínimo para 15 dólares por hora, que terá de ser retirada do diploma referente ao pacote de ajuda à economia de 1,9 biliões de dólares.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones perdeu 1,51% para 30.926,84 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 caiu 0,43% para os 3.812,80 pontos. Já o Nasdaq somou 0,56% para os 13.192,34 pontos, dado que as tecnológicas Amazon, Apple, Microsoft e Alphabet fecharam todas no ‘verde’. O Russell 2000 valorizou 0,24% para os 2.198,75 pontos.

Outras sobressaíram devido à publicação de contas do quarto trimestre. É o caso da Salesforce, que reportou uma subida homóloga de 20% nas receitas, para 5,82 mil milhões de dólares, que se fixou acima nas estimativas dos analistas. No entanto, as ações da empresa especializada em software CRM (Customer Relationship Management) afundaram 6,28% para 216,57 dólares, porque as previsões de ganhos para o ano ficaram aquém, nomeadamente devido às implicações da compra da Slack.

O mesmo se passa com a plataforma de moda luxuosa Farfetch, que apresentou pela primeira vez rentabilidade operacional. Os resultados foram acima do esperado pelo mercado, mas também os prejuízos subiram para mais de 3 mil milhões de dólares, devido à valorização de 500% das ações. Os títulos do unicórnio luso-britânico subiram 2,10% para 65,15 dólares.

Já a Beyond Meat – a marca que revolucionou a indústria ao criar alimentos vegan com sabor a carne – ganhou 1,30% para 145,62 dólares, depois de ter anunciado um importante acordo com a McDonald’s e a Yum!Brands.

Nas matérias-primas, o valor do ‘ouro negro’ está a cair mais de 2%. O preço do petróleo WTI, produzido no Texas, perde 2,88% para os 61,70 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a desvalorizar 2,47% para os 64,48 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro desvaloriza 0,87% face ao dólar, para os 1,2070 dólares, enquanto a libra esterlina recua 0,54% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,3938 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Novos impostos sobre capital arruínam o dia em Wall Street

Não é uma notícia confirmada, apenas um rumor: a administração Biden pode estar a preparar novos impostos sobre os grandes salários e sobre os rendimentos do capital. Wall Street tremeu de imediato.

“Mercados em Ação”. “Principal fator para a força do euro é a fraqueza do dólar”

“Penso que os dois fatores contribuem. O principal fator que contribui para a força do euro será a fraqueza do dólar, neste momento. Claro que temos também o aumento do apetite pelo risco”, salientou o analista sénior Ricardo Evangelista no programa da JE TV.

Grupo EDP dispara em bolsa em reação ao compromisso de redução de emissões em 50% dos EUA

O grupo energético português juntou-se a mais 406 empresas que pediram à administração de Joe Biden que assumisse compromissos climáticos mais “ambiciosos” no dia em que decorre a Cimeira para o Clima.
Comentários