Norfin investe 200 milhões de euros na construção da nova “Metropolis” de Lisboa

O projeto, localizado nos terrenos do antigo estádio de Alvalade, prevê a construção de quatro novos edifícios de escritórios classe-A, com um total de 37.600 m2, três de habitação com 30.250 m2 e mais de 200 apartamentos, e uma área comercial com 11.100 m2, com construção a iniciar no final do ano.

A Norfin vai investir 200 milhões de euros para a construção da nova “Metropolis” de Lisboa. A empresa ligada à gestão de investimentos imobiliários detida pelo Grupo Arrow Global, adquiriu projeto à Multi Corporation e vai criar uma nova centralidade na área de Alvalade, com mais 80 mil m2 edificados, de acordo com o comunicado divulgado esta quinta-feira, 16 de janeiro.

O projeto, localizado nos terrenos do antigo estádio de Alvalade, prevê a construção de quatro novos edifícios de escritórios classe-A, com um total de 37.600 m2, três de habitação com 30.250 m2 e mais de 200 apartamentos, e uma área comercial com 11.100 m2, com construção a iniciar no final do ano.

André David Nunes, Chief Investment Officer da Arrow Portugal, que inclui a Norfin e Whitestar, afirma que “esta aquisição demonstra o ADN da Norfin como gestora de investimentos imobiliários que alia sofisticação financeira a uma elevada capacidade técnica de gestão de projeto”.

O responsável salienta que “a localização, por estar à porta de um hub de transportes com duas linhas de metro, um terminal de autocarros, próxima da 2ª circular, do Eixo Norte-Sul e do aeroporto, será ideal para a expansão do CBD (Central Business District) e deverá capturar grande parte da enorme procura destinada aos escritórios classe-A, atualmente concentrada no Parque das Nações”.

André David Nunes salienta ainda o “facto de ser um projeto integrado e planeado em conjunto vai maximizar as sinergias entre os escritórios, comércio e habitação, respeitando o que caracteriza a zona prime de Alvalade”.

Recomendadas

Preços das casas de luxo em Lisboa já superam Madrid, Barcelona e Dubai

Valor do metro quadrado ronda os 10 mil euros e já está ao mesmo nível de cidades como Amesterdão e Miami. Estudo da consultora imobiliária Savills aponta para uma subida de entre 6% a 7,9% para 2020.

INE: taxa de juro no crédito para aquisição e habitação subiu para 1,081% nos contratos celebrados entre outubro e dezembro de 2019

Num período de tempo mais alargado, o INE notou que na totalidade do crédito à habitação, que inclui financiamento para outros destinos que não apenas a aquisição de habitação,  a taxa de juro implícita desceu para 1%, o valor mais baixo desde de julho de 2019, mês em que estava nos nos 1,081%, tendo vindo sucessivamente a descer, para os níveis registados no mês passado.

Fundo britânico compra edifício em Lisboa por 22,3 milhões de euros

Localizado na Avenida Miguel Bombarda, o empreendimento outrora ocupado pelo banco e empresas do grupo Santander, é composto por nove andares acima do solo e cinco subterrâneos, disponibilizando uma área bruta locável de 7.240 m2 e 91 lugares de estacionamento.
Comentários