Novo Banco vai pedir ao Fundo de Resolução valor recorde superior a mil milhões de euros

O dinheiro vai servir para o banco repor os seus rácios de capital, com esta injeção a ser anunciada em março. Valor supera os 850 milhões previstos pelo Ministério das Finanças.

Cristina Bernardo

O Novo Banco prepara-se para pedir ao Fundo de Resolução um valor recorde para repor os seus rácios de capital: mais de mil milhões de euros.

Este valor supera assim os 850 milhões de euros que o Ministério das Finanças inscreveu no Orçamento do Estado para 2019 como teto máximo de empréstimo ao Fundo de Resolução.

Segundo diversas fontes próximas ao processo, o Novo Banco tem necessidade de acelerar a redução do rácio de NPL (non-performing loans, crédito não produtivo).

Esta notícia pode ser lida na edição semanal do Jornal Económico, esta sexta-feira nas bancas.

Com esta nova injeção, eleva-se para mis de 1,8 mil milhões de euros o montante do mecanismo de capital contingente usado pelo Novo Banco.

A injeção de capital no banco ldierado por António Ramalho vai ser anunciada em março.

Ler mais
Relacionadas

PremiumNovo Banco vai pedir ao Fundo de Resolução mais de 1.000 milhões de euros

Novo Banco vai pedir valor recorde ao Fundo de Resolução para repor os seus rácios de capital. Injeção de capital será anunciada em março.
Recomendadas

Mecanismo extrajudicial de negociação dos lesados do Banif e BES aceite pelas comissões liquidatárias

A Ordem dos Advogados já tem proposta de Regulamento para mecanismo extrajudicial, destinado a identificar um perímetro de lesados não qualificados do Banif e também das sucursais exteriores do BES, diz o comunicado da ALBOA – Associação de Lesados.

Novo Secretário de Estado das Comunicações já renunciou a cargo na CGD

Alberto Souto de Miranda é o novo Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, do Ministério das Infraestruturas e da Habitação. CGD já recebeu renúncia formal ao cargo de membro não executivo do Conselho de Administração.

FEI vai garantir 50% do risco de financiamento do BCP a empresas com menos colaterais

O Millennium BCP e o Fundo Europeu de Investimento (FEI) assinaram dois acordos de financiamento às empresas no valor total de 900 milhões de euros, para os próximos dois anos. O BCP empresta e o FEI garante o risco a 50%.
Comentários