PremiumNovo Banco vai pedir mais 700 milhões de euros ao Fundo de Resolução

Pedido ao Fundo de Resolução superior aos 600 milhões previstos no Programa de Estabilidade para 2020 visa reforçar os rácios de solidez financeira.

O banco liderado por António Ramalho prepara-se para pedir ao Fundo de Resolução um valor superior à necessidade inscrita pelo Governo no Programa de Estabilidade 2019-2023 que totaliza os 600 milhões de euros de empréstimo no próximo ano. O Jornal Económico sabe que o montante de compensação de capital estimado nas contas do terceiro trimestre do Novo Banco supera já 640 milhões de euros e que a nova chamada de capital deve ser superior a 700 milhões de euros.

Em causa está uma injeção que ocorre no âmbito do mecanismo de capital contingente que foi acordado aquando da venda de 75% do banco ao Lone Star e que obriga aquele fundo a injetar dinheiro no Novo Banco sempre que haja perdas na venda de um conjunto de ativos com impacto na estabilidade financeira do banco.

A informação foi confirmada ao Jornal Económico por diversas fontes próximas a este processo que dão conta da necessidade do Novo Banco acelerar a redução do rácio de NPL (non-performing loans, ou crédito não produtivo), estimando.se uma injeção de capital superior a 700 milhões de euros no próximo ano.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Lesados do BPP congratulam-se que a comissão liquidatária do banco tenha libertado primeira informação desde 2010

A Comissão Liquidatária do BPP veio a público dizer que só pode pagar a credores depois de pagar ao Estado e não pode fechar a liquidação enquanto houver ações judiciais pendentes (para recuperar ativos). Hoje, em comunicado, a Privado Cliente congratulou-se que a CL tenha comunicado, “pela primeira vez desde 2010” e espera que “este passo seja o início de uma nova fase entre as duas entidades”. Mas desafia-a a dar mais informação.

Fitch espera que 20 bancos europeus apresentem bons resultados líquidos no terceiro trimestre

Numa análise a 20 bancos europeus, onde não consta nenhum português, a Fitch realça que a maioria dos bancos tem lucros sólidos este ano, apoiados por mercados de capitais dinâmicos e por uma recuperação da banca comercial.

Banco Montepio liquida filial de Cabo Verde (com áudio)

Uma mudança na lei em Cabo Verde levou o Banco Montepio decidir pela liquidação e dissolução da filial. Mas os depósitos estão assegurados.
Comentários